quinta-feira, setembro 23, 2021
Outros

    Ambipar compra Biofílica e faz estreia no mercado de carbono

    Em Destaque

    A Ambipar, empresa que atua na gestão de resíduos ambientais e controle de riscos, anunciou a aquisição da plataforma Biofílica, de créditos de carbono. Com a aquisição de mais da metade (53,6%) da empresa, a Ambipar dá seus primeiros passos no mercado de créditos de carbono, que hoje atrai diferentes players do mundo corporativo e mercado financeiro.

    A Biofílica desenvolve projetos florestais para a geração de créditos de carbono desde 2008, sendo uma das pioneiras neste setor. Isso significa que as empresas podem comprar os créditos da Biofílica para compensar suas emissões e reduzir o impacto de suas operações no meio ambiente. A empresa atua na preservação, ou seja, os créditos gerados correspondem a área que deixou de ser desmatada a partir dos projetos de conservação mantidos.

    Grande parte da atuação da Biofílica está na Amazônia, onde a empresa mantém projetos de conservação REDD+ (Redução da Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal). Atualmente, a empresa tem a maior área do mundo para certificação de créditos de carbono de origem florestal, com 1,5 milhão de hectares sob preservação.

    A empresa também trabalha com a compensação de reserva florestal legal, auxiliando agricultores que precisam cumprir um percentual mínimo de preservação de matas nativas em suas propriedades. O “banco de florestas” para compensação de reserva legal da Biofílica já totaliza mais de 4,6 milhões de hectares em todo o país.

    A compra é uma ampliação do leque de serviços oferecidos pela Ambipar em seu braço “environment”, que já conta com a coleta, transporte, gestão e tratamento de resíduos industriais. Hoje, a companhia desenvolve, entre outras coisas, patentes próprias para novos produtos gerados a partir do lixo, a chamada valorização.

    Agora, além dos resíduos, a empresa passa a trabalhar também com as florestas como um mecanismo para compensação ambiental.

    Essa não é a primeira —  tampouco a décima —  vez em que a empresa vai às compras desde o seu IPO, em julho do ano passado. Antes d a Biofílica, a Ambipar já adquiriu outras 17 empresas. A última delas foi a Boomera, startup paulista de logística reversa. À época, a empresa anunciou que as intenções com a compra da Boomera estavam em dar mais maturidade aos processos de economia circular, além de aproximar a companhia de cooperativas de reciclagem, uma das principais frentes de atuação da startup.

    A velocidade com que a empresa tem feito novas aquisições acompanha o ritmo do ESG no mercado atual. Com a aquisição da Biofílica, a Ambipar já fala até mesmo em se tornar a maior empresa de compensação ambiental do mundo.

    Para a Ambipar, a aquisição traz para dentro de casa uma solução para atender a demanda crescente por offsets, que ainda não estava no portfólio. Já para a Biofílica, que agora se tornará Biofílica Ambipar Environment, a união com a Ambipar traz a chance de entrar em novos segmentos e atingir novos clientes, considerando que a Ambipar está em 16 países.

    Junto do anúncio da aquisição, a Ambipar divulgou hoje, 27, que a modelo Gisele Bundchen se tornou a mais nova acionista da companhia e embaixadora de sustentabilidade da empresa.

    Fonte: Exame

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Conheça a startup que vale 8,7 bilhões de dólares vendendo carros usados

    Não faz dois meses que a Kavak – unicórnio mexicano para compra e vendas de carros seminovos – veio...

    Sem conseguir vender ativos, Saraiva corre risco de ter falência decretada

    Sem conseguir vender ativos, como pontos de lojas e seu domínio na internet, para ganhar fôlego para pagar seus...

    Veja outras matérias