segunda-feira, setembro 28, 2020
Outros

    América Latina mira bilhões em resgates da previdência privada

    Em Destaque

    Linx: em meio à guerra entre Stone e Totvs, acionista misterioso compra 5%

    A assembleia de Linx sobre as ofertas de Stone e Totvs ainda não foi convocada e não...

    Governo pode compensar desoneração da folha com imposto sobre dividendos

    Era para ser só um mini-pronunciamento com o objetivo de mostrar que o ministro da Economia e...

    Esqueça o TikTok: o aplicativo mais poderoso da China é o WeChat

    Logo depois das eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos, Joanne Li percebeu que o aplicativo que...

    A Colômbia entra para a lista de países da América Latina que estudam um plano para permitir que trabalhadores acessem recursos da previdência privada, uma medida destinada a atenuar a queda dos gastos de consumidores, mas que corre o risco de agravar as perdas em mercados acionários já com fraco desempenho.

    Um projeto de lei enviado ao Congresso nesta semana permitiria que alguns colombianos acessem até 10% das reservas para a aposentadoria.

    O Chile aprovou medida semelhante neste mês, e o Peru deu sinal verde para um projeto em abril. O governo brasileiro também estuda permitir que trabalhadores façam saques parciais de fundos de pensão que ainda não oferecem essa opção, de acordo com relatório da Previc.

    Parlamentares da região analisam se recursos de fundos de pensão poderiam ajudar trabalhadores a enfrentar a pior crise econômica em décadas já que, sem dinheiro, os governos não fornecem uma rede de segurança adequada.

    No entanto, as medidas ameaçam obrigar gestores de fundos a venderem ativos em mercados onde a demanda é fraca e a liquidez baixa.

    “É um alívio do fluxo de caixa, mas é perigoso”, disse Catalina Tobon, chefe de estratégia da unidade de fundos de pensão da Skandia, em Bogotá. “As pensões devem ser sagradas, e as pessoas estão perdendo décadas de juros compostos.”

    As propostas também contribuem pouco para ajudar a grande fração da população que trabalha no setor informal.

    Piores desempenhos

    No final de 2019, os membros latino-americanos da Federação Internacional de Administradores de Fundos de Pensão possuíam ativos no valor de US$ 637 bilhões.

    Os fundos do Chile e do México administravam mais de US$ 200 bilhões, enquanto os da Colômbia, US$ 86 bilhões, e os do Peru, US$ 52 bilhões.

    O mercado acionário da Colômbia caiu 38% desde janeiro em dólar, a maior queda do mundo, enquanto as bolsas do Brasil e do México também estão entre os piores desempenhos.

    Se os fundos de pensão forem obrigados a se desfazer de ativos em meio a grandes saques, provavelmente venderão primeiro o que for mais fácil, disse Daniel Guardiola, analista de renda variável do BTG Pactual.

    “Esses saques provavelmente obrigarão gestores de fundos de pensão a venderem ativos mais líquidos: títulos soberanos e títulos internacionais”, disse Guardiola, em resposta a perguntas por escrito.

    Fonte: Money Times

    Serviços

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Reestruturação da XP Inc é inevitável, e Credit Suisse reforça cautela com ação

    A XP Inc (XP) anunciou uma reestruturação da parceria com sua controladora XP Controle, que, segundo a...

    Governo quer derrubar proteção de manguezais e restingas

    O Ministério do Meio Ambiente está prestes a derrubar um conjunto de resoluções que hoje delimitam as...

    Veja outras matérias