sábado, outubro 16, 2021
Outros

    Americanas lidera como e-commerce preferido para compras nesta Black Friday

    Em Destaque

    A Black Friday deste ano acontece no dia 26 de novembro, mas já há um e-commerce favorito entre consumidores brasileiros de acordo com pesquisa recente realizada pela Conversion, agência de Search Engine Optimization (SEO).

    A Americanas S.A. (AMER3) aparece na liderança com 17,67% da preferência dos consumidores brasileiros entrevistados, seguido de Magazine Luiza (MGLU3 ) e da norte-americana Amazon (AMZN; AMZO34), com 14,9% e 11,98% da preferência, respectivamente.

    A Casas Bahia, marca da varejista Via (VIIA3), teve 9,83% da intenção total  dos consumidores, a plataforma mexicana Mercado Livre (MELI34) (9,68%) e a gigante de Cingapura Shopee (6,76%), que também aparecem na lista de possíveis comércios eletrônicos escolhidos para compras, mostrando que a disputa entre os grandes e conhecidos marketplaces do Brasil será grande.

    O estudo ouviu 400 brasileiros conectados à internet e constatou que houve um aumento na intenção de compra na Black Friday entre os consumidores.

    Em 2020, 76,50% dos brasileiros realizaram compras na data, enquanto para 2021, a expectativa é de que esse número suba para 87,75%, segundo a Conversion.

    Com a reabertura econômica e a antecipação da vacinação contra o Covid-19 em diversas cidades, os próximos seis meses devem ser decisivos para a volta da confiança do consumidor, incentivando cada vez mais o crescimento dos setores de varejo.

    O analista da Empiricus, Max Bohm, avaliou alguns aspectos que devem ser positivos para o semestre e apontou o principal setor para investir com a retomada, além das principais ações para apostar no período.

    Fonte: Money Times

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Microsoft vai fechar LinkedIn na China

    A Microsoft está desativando as operações da rede social LinkedIn na China, quase sete anos após seu lançamento e...

    IHS vale US$ 7 bi no IPO do 5G

    A IHS Towers começou a negociar hoje em Nova York depois de um IPO que avaliou a maior provedora...

    Veja outras matérias