quinta-feira, janeiro 21, 2021
Outros

    Após Brexit, Reino Unido perde para EUA como melhor país para negócios

    Em Destaque

    Dívida, briga e frango frito: o inferno astral da IMC

    O inferno astral da International Meal Company (IMC), dona das redes Frango Assado e Viena, tem de...

    Crise gerada pela covid segura valor de aluguéis

    A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) disparou no ano passado, mas isso...

    Renault lança serviço de carro por assinatura mais barato do Brasil

    Engrossando um movimento iniciado por montadoras como Toyota, Audi, Volkswagen, Fiat e Jeep, no Brasil, a Renault...

    Segundo um estudo alemão, o Reino Unido é significativamente menos atraente como lugar para negócios internacionais devido ao Brexit, mas permanece bem posicionado em comparação com outras economias importantes.

    O Reino Unido perdeu o primeiro lugar para os EUA no ranking mais recente publicado pela Foundation for Family Businesses, da Alemanha, embora permaneça à frente do resto de seus parceiros do G-7. O Canadá ficou em quarto lugar, seguido pela Alemanha em 17º, França em 18º, Japão em 20º, e Itália em 21º e último lugar.

    A oitava edição do ranking, elaborado pela Instituto de pesquisa ZEW e publicado pela primeira vez em 2006, avaliou o ambiente de negócios em seis categorias: tributação; custos trabalhistas, produtividade e capital humano; regulamentação; financiamento; infraestrutura e instituições, e energia.

    O Reino Unido sofreu a maior queda geral de todos os países incluídos. As “incertezas relacionadas ao Brexit” tiveram o maior impacto na área de “financiamento” e “infraestrutura e instituições”.

    Os EUA estão no topo da lista principalmente devido ao “desempenho excepcional” em regulamentação, financiamento e energia, e também pontuam bem em custos de mão de obra, produtividade e capital humano. Uma clara fraqueza é a tributação: “Embora a reforma tributária de Trump tenha sido benéfica, os EUA ainda estão aquém da maioria dos países nessa área”, disseram os autores.

    “Nossa análise lança uma luz importante sobre até que ponto os países estarão em posição de evitar os efeitos de longo prazo da pandemia de coronavírus”, acrescentaram.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Os fatores que deixaram a bolsa brasileira na contramão do mercado dos EUA

    As principais bolsas americanas fecharam em alta nesta terça-feira, 19, que representa o último dia do republicano...

    Dívida, briga e frango frito: o inferno astral da IMC

    O inferno astral da International Meal Company (IMC), dona das redes Frango Assado e Viena, tem de...

    Veja outras matérias