sábado, outubro 16, 2021
Outros

    Apple desenvolve tecnologia para ampliar uso do iPhone em carros

    Em Destaque

    A Apple, cuja interface CarPlay é usada por milhões de motoristas para controlar música, obter direções e fazer ligações telefônicas, busca ampliar sua presença dentro dos carros.

    A empresa trabalha em uma tecnologia que possibilite o acesso a funções como sistema de climatização, velocímetro, rádio e assentos, segundo pessoas com conhecimento do projeto. A iniciativa, chamada “IronHeart” internamente, ainda está no estágio inicial e exigiria a cooperação das montadoras.

    O trabalho reforça a ideia de que o setor automotivo pode ser uma grande fonte de receita para a gigante da tecnologia, mesmo sem vender veículos. Embora os planos para a fabricação de um carro pela Apple tenham enfrentado contratempos, como a saída de executivos-chave este ano, a empresa continuou a fazer incursões com o CarPlay.

    A ferramenta permite que os clientes conectem seus iPhones a um veículo para operar os chamados recursos de infoentretenimento. Sete anos após seu lançamento, o CarPlay agora é oferecido pela maioria das principais montadoras.

    IronHeart levaria o CarPlay um passo adiante. O sistema baseado no iPhone pode acessar uma série de controles, sensores e configurações, disseram as fontes, que pediram para não serem identificadas porque o projeto é confidencial.

    Um porta-voz da Apple não quis comentar sobre os planos para carros da empresa com sede em Cupertino, Califórnia.

    Ao obter acesso a controles e instrumentos, a Apple pode transformar o CarPlay em uma interface que pode incluir quase todo o carro. Os dados também podem ser usados pela Apple ou terceiros para criar novos tipos de aplicativos ou adicionar recursos às funções existentes.

    Alguns usuários da Apple reclamaram da necessidade de alternar entre o CarPlay e o sistema instalado no carro para operar os controles principais. Essa iniciativa simplificaria o processo.

    O esforço seria semelhante à abordagem da Apple para saúde e tecnologia doméstica. A empresa oferece um aplicativo no iPhone que pode acessar e agregar dados de dispositivos de saúde externos usando seu protocolo HealthKit. O app Home, por sua vez, usa o sistema HomeKit da Apple para controlar aparelhos inteligentes, incluindo termostatos, câmeras de segurança e fechaduras.

    O IronHeart representaria a maior aposta da Apple em tecnologia automotiva desde o lançamento do CarPlay em 2014, mas talvez não seja bem-recebida entre montadoras, que podem relutar em ceder o controle dos principais recursos à Apple.

    Embora o CarPlay esteja agora instalado em mais de 600 modelos de automóveis, outras iniciativas da Apple lançadas nos últimos anos têm demorado a serem aceitas entre montadoras.

    Em 2015, a Apple começou a permitir que as montadoras criassem aplicativos de terceiros para o CarPlay que poderiam acessar o rádio do carro, GPS e controles de clima. Em 2019, começou a oferecer suporte ao CarPlay em telas secundárias de carros, como grupos de instrumentos digitais.

    Um ano depois, ela anunciou o CarKey, um recurso para desbloquear um carro com um iPhone ou Apple Watch, e roteamento de veículos elétricos, a capacidade do iPhone de sentir quando está conectado a um EV e fornecer informações do carregador na visualização de mapas.

    Mas os fabricantes de automóveis se recusaram a adicionar esses aprimoramentos. Os aplicativos de controle de temperatura e rádio são suportados apenas por alguns carros. E o recurso de roteamento EV não está disponível em nenhum veículo que esteja sendo enviado atualmente.

    A expansão da tela do CarPlay é suportada apenas por algumas marcas, como BMW e Volkswagen, e o CarKey está disponível apenas em alguns BMWs.

    Alguns fabricantes, incluindo a Tesla Inc., desconsideraram os esforços automobilísticos da Apple e do Google, optando por construir seus próprios ecossistemas de infoentretenimento de última geração.

    A Ford Motor também busca se tornar mais ambiciosa. Recentemente, ela contratou Doug Field, o ex-engenheiro-chefe da Tesla e chefe do projeto de automóveis da própria Apple, para trabalhar em sua tecnologia automotiva.

    Ainda assim, as montadoras correm o risco de irritar os fãs do iPhone ao se concentrarem em seus próprios sistemas incompatíveis. E isso pode levar mais deles a adotar a tecnologia da Apple. Eles também podem optar por implementar os recursos de maneiras diferentes, dependendo do carro.

    Em alguns veículos, a Apple pode obter controle sobre os controles de clima, enquanto outros podem apenas oferecer acesso aos alto-falantes.

    Fonte: O Globo

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Microsoft vai fechar LinkedIn na China

    A Microsoft está desativando as operações da rede social LinkedIn na China, quase sete anos após seu lançamento e...

    IHS vale US$ 7 bi no IPO do 5G

    A IHS Towers começou a negociar hoje em Nova York depois de um IPO que avaliou a maior provedora...

    Veja outras matérias