segunda-feira, janeiro 18, 2021
Outros

    Conselhos com mais mulheres refletem melhor política ambiental

    Em Destaque

    Grupo canadense anuncia fim das negociações com Carrefour

    O grupo canadense Couche-Tard anunciou neste sábado (16) que as discussões preliminares para uma transação com o...

    Juro e dólar subirão se Brasil não fizer reforma em 6 meses, diz economista

    O Brasil tem seis meses para realizar reformas para equilibrar as contas públicas. Caso isso não ocorra,...

    Líderes do Congresso vão propor mudanças na política de incentivo fiscal

    A saída da Ford do país levou um grupo de líderes da Câmara a começar a construção...

    Empresas com maior diversidade de gênero em seus conselhos de administração apresentam melhor desempenho no desenvolvimento de políticas e métodos para enfrentar os riscos da mudança climática, de acordo com a BloombergNEF.

    As empresas, incluindo concessionárias de energia elétrica e produtores de petróleo, com 30% ou mais dos cargos de diretoria ocupados por mulheres, costumam pontuar melhor em divulgações ambientais, disseram a BNEF e a Sasakawa Peace Foundation em estudo publicado na terça-feira.

    Essas empresas são mais propensas a definir estratégias claras de governança climática e mostrar maior transparência na divulgação de dados relacionados, como emissões.

    O estudo analisou 11.700 empresas globais e revelou que o aumento das emissões de empresas com 30% de mulheres na diretoria foi de 0,6%, em comparação com 3,5% daquelas sem nenhuma mulher no conselho.

    “Empresas com melhor governança climática podem utilizar dados ambientais medidos, verificados e relatados para identificar o potencial de redução de emissões”, de acordo com o relatório. “A governança da mudança climática pode ser um passo importante para reduzir as emissões a longo prazo.”

    Grandes produtores de energia, como Royal Dutch Shell e BP, são exemplos de empresas que estabeleceram metas de descarbonização mais ambiciosas do que a maioria dos pares e também têm uma participação maior de mulheres em seus conselhos, segundo o relatório.

    Ter mais mulheres em cargos de chefia geralmente está associado ao desempenho positivo da empresa em relação a um setor, embora isso não se aplique a todos os segmentos e a pesquisa acadêmica ainda não seja conclusiva, disseram estrategistas do Goldman Sachs em outubro.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Sem aglomeração e sem carbono: esta empresa faz shows serem amigáveis ao meio ambiente

    A economia de baixo carbono deixou de ser uma intenção exclusiva das grandes empresas e invadiu o...

    Vacinação, posse de Biden, PIB da China e Copom: o que acompanhar nesta semana

    Após a preocupação voltar a bater no mercado, com o Ibovespa em queda nos últimos dias, esta...

    Veja outras matérias