quarta-feira, janeiro 20, 2021
Outros

    Elite brasileira está entre as que menos geram valor no mundo

    Em Destaque

    CEO da fusão entre Fiat e Peugeot fala sobre a saída da Ford do Brasil

    O anúncio da Ford de fechar fábricas no Brasil repercutiu em todo o mercado automotivo. O português...

    Exportação de suco de laranja do Brasil cai 23,5% no 1° semestre da safra 2020/21

    As exportações de suco de laranja do Brasil atingiram 497.490 toneladas de julho a dezembro, primeiro semestre...

    Guedes aposta em vitória de Lira para reapresentar proposta de nova CPMF

    A proximidade das eleições para o comando da Câmara e do Senado, marcadas para 1.º de fevereiro,...

    A elite brasileira é uma das que menos geram valor para a sociedade no mundo.

    Em ranking encabeçado por Singapura, Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos e nações escandinavas, o Brasil fica atrás de países como Arábia Saudita, México, Rússia, Índia e Botsuana.

    Com exceção da China, os países que fazem parte dos BRICS estão agrupados nos níveis mais baixos. Dentre eles, o único que fica atrás do Brasil é a África do Sul. Regressividade e distorções do sistema tributário e falta de estímulo à competitividade são alguns dos itens que depõe contra os brasileiros.

    A partir de 72 indicadores que descrevem a criação de valor, os pesquisadores Tomas Casas e Guido Cozzi, da Universidade St. Gallen, na Suíça, elencaram pela primeira vez 32 países para comparar a qualidade de suas elites.

    As elites de alta qualidade executam modelos de negócios que criam valor, ou seja, dão mais à sociedade do que recebem. As elites de baixa qualidade, por outro lado, fazem o oposto e operam modelos de extração de valor.

    Os pesquisadores publicaram uma prévia em setembro do ranking, que deve ser divulgado anualmente a partir de agora, com início em janeiro de 2021. O estudo foi citado nesta terça-feira, 8, pelo economista Pedro Nery em coluna no jornal Estado de S. Paulo.

    O estudo nota que, de forma feral, as elites dominam as economias políticas, fornecendo a capacidade de coordenação necessária para os recursos humanos, financeiros ou baseados no conhecimento. Para sustentar sua posição, desta forma, as elites administram modelos de negócios que acumulam riqueza.

    No caso do Brasil, os pesquisares ressaltam que o país fez progressos desde a restauração de sua democracia, em 1985, especialmente recuperando e mantendo o controle da inflação. “No entanto, no momento, a fé precisa ser restaurada no governo, com a pontuação do país abaixo da média em todas as áreas de índice”, dizem os economistas.

    Para se aproximar da realidade de seus pares no BRICS, segundo o trabalho, a fim de garantir um caminho de crescimento robusto a longo prazo, o Brasil precisa promover uma transição de suas elites para modelos de negócios de criação de valor, mas proporcionando ao mesmo tempo condições favoráveis aos negócios e ao empreendedorismo na economia.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    CEO da fusão entre Fiat e Peugeot fala sobre a saída da Ford do Brasil

    O anúncio da Ford de fechar fábricas no Brasil repercutiu em todo o mercado automotivo. O português...

    Iguá bate o martelo e troca IPO por investimento de R$ 1,1 bi do CPP

    A Iguá Saneamento já bateu o martelo. Nesse momento, vai embarcar na finalização de uma transação para...

    Veja outras matérias