sexta-feira, agosto 7, 2020
Outros

    Fim do rodízio ampliado em SP, mas índices de isolamento social seguem muito abaixo da meta

    Em Destaque

    Alexandre Garcia analisa prorrogação do estado de calamidade pública

    https://www.youtube.com/watch?v=6n31ZSlkNMY Liberdade de Opinião No quadro Liberdade de Opinião,...

    Startups de quarentena e o novo normal no setor de turismo

    https://open.spotify.com/episode/592ttnMDpiJRlvtM1RAFh5?si=v79K5vp-T4ajxtcMifsWpg No episódio de hoje, falamos sobre as startups que nasceram e...

    Como será a comunicação das empresas, pós covid-19?

    Artigo de Eduardo Chvaicer* Desde o início da pandemia,...

    São Paulo passa China em mortes, e Doria diz que pode decretar lockdown

    Estado tem quase 4.700 mortes pela pandemia, e sistema de saúde está perto do colapso na capital

    Os casos da pandemia seguem avançando no estado de São Paulo e podem levar a medidas de isolamento social mais rígidas. Em entrevista publicada nesta segunda-feira no jornal O Estado de S. Paulo, o governador João Doria (PSDB) afirmou que o lockdown, a medida mais rígida de isolamento, pode ser decretado no estado se o comitê estadual de saúde julgar necessário. “Em São Paulo vai prevalecer a decisão médica, da ciência e da saúde”, afirmou.

    O governador afirmou ainda que em caso de lockdown só se desloca quem está em áreas de absoluta necessidade, como segurança pública, saúde, serviços básicos e abastecimento. Um dado decisivo para o estado chegar a essa decisão, explicou Doria, é o esgotamento de leitos de leitos de UTI. “É tudo que não desejamos”, afirmou.

    Ainda no começo da manhã desta segunda (18), em entrevista à rádio CBN, o governador explicou que o lockdown é constantemente analisado, mas não será anunciado de uma hora para a outra.

    “Esse protocolo [o lockdown] existe, está pronto faz tempo, mas ele não é iminente. Não há perspectivas de sua aplicação imediata. Esse protocolo só será colocado em prática se o comitê de saúde do estado assim determinar”, declarou o governador, que afirmou que o aviso será feito com antecedência.

    “Todos os dias o comitê se reúne virtualmente, às 11h30 da manhã, para avaliar o lockdown”, acrescentou o governador, que explicou que o número de leitos de UTI disponíveis e a taxa de isolamento acima de 50% é que vão determinar se haverá o endurecimento da quarentena.

    Doria também disse à CBN que na quarta-feira (20) fará um anúncio sobre a segunda fase da testagem em massa da população de São Paulo. “Nós compramos mais 2 milhões de testes, e eles já começaram a ser feitos, priorizando os profissionais de saúde e de segurança pública. Depois dessa fase, que deve terminar na quarta-feira, devemos iniciar a próxima”, disse.

    Os índices de isolamento social seguem muito abaixo da meta de 70% determinada pela autoridades. No fim de semana o número de mortos por coronavírus no estado chegou a 4.688, superando a China. Se fosse um país, São Paulo seria o décimo terceiro em número de mortes. O número de casos passou de 62.000, o que seria suficiente para fazer de São Paulo o décima quarto país, logo atrás do Canadá e acima da Bélgica.

    A capital do estado, sozinha, tem 2.760 mortos e mais de 3 mil casos suspeitos. Ontem, o prefeito, Bruno Covas, afirmou que a cidade está perto do colapso no sistema de saúde, com 90% ocupação de 90% nos leitos de UTI e de 76% nos leitos de enfermaria. Covas disse ainda que o lockdown na cidade depende de uma decisão do governo do estado, uma vez que ele não tem poder de polícia. Covas voltou a afirmar que a cidade precisa “desacelerar” para diminuir o ritmo de contágio.

    Sem elevar níveis de isolamento social, a prefeitura de São Paulo anunciou neste domingo (17) o fim do rodízio ampliado. A circulação de carros na capital paulista volta ao normal, com a restrição de acordo com o número final da placa e o dia da semana.

    No fim de semana o Brasil ultrapassou Espanha e Itália e agora é o quarto país com mais casos desta pandemia, atrás apenas de Estados Unidos, Rússia e Reino Unido. São 241.080 casos confirmados e 16.118 mortes. Nesta segunda-feira o Pará ampliou o lockdown para mais sete municípios. Cidades do Maranhão, Ceará e Rio de Janeiro também já decretaram regras mais rígidas de isolamento social.

    Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/sao-paulo-passa-china-em-casos-e-doria-diz-que-pode-decretar-lockdown/

    Serviços

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empreendedores, em âmbito nacional,  que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Sony pretende começar a testar carro elétrico nas ruas do Japão até março de 2021

    A Sony deu mais um passo na direção de ter seu próprio carro. Depois de apresentar o...

    Transição para economia limpa pode criar 15 milhões de empregos na América Latina e Caribe até 2030

    A transição para uma economia com zero emissões líquidas de carbono poderia criar 15 milhões de novos...

    Veja outras matérias