sábado, dezembro 5, 2020
Outros

    G20 pede cooperação para facilitar o acesso a vacinas contra a Covid-19

    Em Destaque

    Com Vale e Petro, Ibovespa supera 113 mil e tem 5ª semana seguida de alta

    O Ibovespa conquistou nesta sexta-feira, 4, sua quinta semana consecutiva de alta — feito que não ocorre...

    Ânima Educação levanta R$918 mi em oferta de ações precificada a R$34 por papel

    A Ânima Educação precificou na quinta-feira oferta primária de ações a 34 reais por papel, levantando 918...

    Os países mais próximos de imunizar sua população contra a covid-19

    Após meses de tensão e incerteza, em poucos dias, alguns países já devem começar a imunizar sua...

    Líderes dos países integrantes do G20 vão divulgar comunicado em que pedem a distribuição justa dos tratamentos, dos testes e das vacinas contra o novo coronavírus. A declaração está no esboço de um comunicado que deverá ser divulgado neste domingo (22), segundo a agência Reuters.

    “Não vamos poupar esforços para assegurar acesso equânime e econômico para todas as pessoas”, diz o texto base do comunicado do G20, que defende a vacinação como método para erradicar a pandemia da Covid-19.

    “Nós reconhecemos o papel da imunização extensiva como um bem global público”, afirmam os líderes.

    Diferentemente de outras edições, a pandemia impediu que o encontro do G20 deste ano ocorresse presencialmente com todos os eventos tradicionais. A organização ficou a cargo da Arábia Saudita, mas sem as viagens dos chefes de governo. Além disso, a fotografia com todos os líderes foi feita de maneira diferente em relação aos outros anos: uma projeção virtual.

    Por isso, a luta contra o coronavírus foi o tema central das discussões, com foco na vacina e nos métodos de ajuda para os países mais pobres. Na reunião, os líderes pediram que credores privados participem do auxílio às nações mais afetadas pelo caos econômico gerado pela pandemia.

    De acordo com a agência France Presse, os países do G20 já gastaram mais de US$ 21 bilhões de dólares para combater o coronavírus. Também mobilizaram cerca de US$ 11 trilhões para salvar a economia mundial, segundo os organizadores.

    Putin diz que Rússia ‘está pronta’ para fornecer vacinas

    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de videoconferência do G20 neste sábado (21) — Foto:  Sputnik/Aleksey Nikolskyi/Kremlin via Reuters

    Presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de videoconferência do G20 neste sábado (21) — Foto: Sputnik/Aleksey Nikolskyi/Kremlin via Reuters

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse aos líderes do G20 neste sábado que a Rússia estava pronta para fornecer sua vacina contra o coronavírus Sputnik V a outros países que dela precisassem.

    A Rússia também está preparando sua segunda e terceira vacinas, afirmou Putin, acrescentando que a criação de um portfólio de vacinas é “nosso objetivo comum”.

    Em comunicado de 11 de novembro, a Rússia disse que a vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya contra a Covid-19, é 92% eficaz, segundo dados preliminares de estudos de fase 3 conduzidos no país. Os resultados ainda não foram revisados por outros cientistas, etapa que é necessária para que sejam publicados em revista científica.

    A eficácia foi calculada com base em 20 casos confirmados de Covid, que ocorreram tanto em voluntários que tomaram a primeira dose da vacina quanto naqueles que receberam o placebo (substância inativa). Os estudos, conduzidos na Rússia, têm 40 mil voluntários.

    O que disseram os líderes?

    Rei Salman bin Abdulaziz discursa virtualmente na abertura do G20 neste sábado (21) — Foto: Bandar Algaloud/Courtesy of Saudi Royal Court/Handout via Reuters

    Rei Salman bin Abdulaziz discursa virtualmente na abertura do G20 neste sábado (21) — Foto: Bandar Algaloud/Courtesy of Saudi Royal Court/Handout via Reuters

    “Embora estejamos otimistas com o progresso no desenvolvimento de vacinas, terapias e ferramentas de diagnóstico para a Covid-19, devemos trabalhar para criar as condições para um acesso barato e igualitário a essas ferramentas para todos” — rei Salman, da Arábia Saudita, sede do G20 neste ano.

    “Apoiamos o acesso universal, equitativo e a preços acessíveis aos tratamentos disponíveis. É com esse objetivo que participamos de diferentes iniciativas voltadas ao combate à doença” — Jair Bolsonaro, presidente do Brasil — “A pandemia não pode servir de justificativa para ataques às liberdades individuais.”

    Fonte: G1

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    O que é a agricultura regenerativa — e por que a Danone investiu nisso

    A construção de solos saudáveis ​​em escala global é uma das melhores maneiras para evitar o avanço...

    Google Play Música é oficialmente desativado

    O Google Play Música foi oficialmente desativado para usuários do mundo inteiro. O serviço de streaming do...

    Veja outras matérias