sexta-feira, abril 16, 2021
Outros

    Globo e Google firmam parceria para desenvolver produtos digitais em nuvem

    Em Destaque

    Governo estima rombo de R$ 170,5 bi em 2022 e vê 11 anos de contas no vermelho

    No projeto que estabelece as diretrizes para o Orçamento de 2022, enviado ao Congresso nesta quinta-feira (15), o governo...

    Hering rejeita proposta de compra pela Arezzo

    A Hering decidiu, em reunião nesta quarta-feira, 14, negar a proposta feita pela Arezzo de combinar os negócios das...

    Magazine Luiza recebe aval do Cade para compra da Hub Prepaid

    O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira a compra da Hub Prepaid pelo Magazine Luiza, sem...

    A Globo e o Google anunciaram nesta quarta-feira (7) uma parceria inédita para melhoria das plataformas digitais e desenvolvimento conjunto de novos projetos comerciais para empresas de mídia.

    Foi firmado um acordo de sete anos com o Google Cloud, que gerencia bases de dados em nuvem pública e aplica machine learning e inteligência artificial para personalizar os serviços da Globo para sua audiência. As soluções em nuvem também serão “um catalisador de inovação” para a empresa.

    Assim, será feita uma migração de 100% do datacenter privado da Globo para o ambiente de nuvem do Google. As plataformas digitais da Globo têm, em média, 100 milhões de usuários únicos mensais, com 110 milhões de Globo ID (cadastros individuais de usuários e assinantes dos produtos digitais).

    Além do manejo dessa base de dados, o Google Cloud permite maior robustez dos servidores digitais de produtos, caso do Globoplay, o serviço de streaming da Globo, G1, ge, Gshow e tantos outros.

    Essa capacidade de armazenamento também será maleável, de acordo com as necessidades em momentos de alta demanda, caso de grandes eventos e votações do Big Brother Brasil, por exemplo. A cadeia logística de produção e distribuição de conteúdo também têm ganho de escala, com utilização do ambiente digital do Google conforme for necessário.

    “O anúncio vai ao encontro da recente transformação digital da Globo, sua reestruturação com foco em entregas direct-to-consumer e sua jornada para tornar-se uma empresa mediatech”, diz a Globo em comunicado.

    Além de otimização de custos, a troca entre as empresas tem por objetivo encontrar novos modelos e oportunidades de negócio, em qualidade de produto e publicidade. O primeiro passo foi dado com o Globoplay que foi integrado ao sistema Android TV, do Google, de forma nativa.

    “A parceria nos dá acesso a um conjunto de competências que o Google Cloud tem, para trazer para os nossos produtos a inteligência digital do Google. Essa inteligência personalizada faz um Globoplay diferente e aderente ao que cada consumidor gosta. E faremos com os outros produtos digitais”, diz Raymundo Barros, diretor de Estratégia e Tecnologia da Globo.

    Para Eduardo Lopez, presidente do Google Cloud para a América Latina, o acordo inédito com a Globo une o que há de melhor em processamento, capacidade, flexibilidade e segurança digital para entender os espectadores.

    “Podemos entender como fazer ofertas e como estar perto do espectador, usando a tecnologia em missões críticas. Com novos projetos, podemos modernizar empresas de mídia e ajudar na transformação digital”, afirma o executivo.

    Fonte: G1

    Serviços

    Últimas Notícias

    Bolsonaro promete a Biden zerar desmatamento ilegal até 2030

    Em busca de dinheiro dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta a seu homólogo Joe Biden...

    IPO da Blau atrai fundos globais e companhia vale R$ 7,2 bi na largada

    A Blau Farmacêutica acaba de precificar seu IPO a R$ 40,14 por ação, dando ao mercado mais uma alternativa...

    Veja outras matérias