terça-feira, setembro 22, 2020
Outros

    Governo deveria aumentar gasto com Bolsa Família, não com BPC, aponta FGV

    Em Destaque

    Brasil recebe cota adicional para vender 80 mil toneladas de açúcar aos EUA, diz Bolsonaro

    O presidente Jair Bolsonaro anunciou em rede social, nesta segunda-feira (21), que o Brasil vai receber uma...

    Vulcabras fecha acordo com Alpargatas para comprar operação da Mizuno no Brasil

    A Vulcabras fechou acordo com a Alpargatas para a compra da unidade de negócio relativa à operação...

    Mercado eleva estimativa para inflação em 2020 pela 6ª vez

    O mercado voltou a elevar a expectativa para a inflação este ano em meio às renovadas preocupações...

    O Bolsa Família custa menos, chega no mais pobre e movimenta mais a economia do que o BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos e deficientes de baixa renda. Por isso o foco do aumento de gastos do governo com benefícios sociais deveria ser o Bolsa Família, de acordo com análise do FGV Social, centro de políticas sociais da FGV (Fundação Getulio Vargas).

    Nesta terça-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que o governo não cortaria o BPC como forma de financiar o Renda Brasil, conforme noticiado por veículos de imprensa na véspera. O Renda Brasil estava sendo formulado pela equipe econômica do ministro Paulo Guedes para substituir e ampliar o Bolsa Família, mas, segundo Bolsonaro, isso não irá ocorrer. O presidente voltou a afirmar que “jamais tiraria dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos”.

    Impacto 673% maior

    Segundo a análise do FGV Social, porém, “seria melhor injetar recursos via Bolsa Família se o objetivo é combater a pobreza de maneira fiscalmente sustentável”.

    “Através do Bolsa Família, cada real gasto tem um impacto 673% maior sobre a pobreza do que através do BPC”, afirma.

    Segundo Marcelo Neri, diretor do FGV Social, o BPC é o mais “pró-pobre” entre todos os benefícios federais de transferência de renda que são atrelados ao salário mínimo, como aposentadoria, abono salarial e salário família, por exemplo. Ainda assim, sua eficiência é mais baixa do que a do Bolsa Família, que não é vinculado ao salário mínimo.

    “É preciso romper com a ideia comum no imaginário popular de que o salário mínimo é a grande política de combate à pobreza. Até porque transferências de renda vinculadas ao salário mínimo… são menos eficazes e eficientes que o PBF (Programa Bolsa Família)”, afirma.

    Pobreza é maior entre crianças

    Uma das razões para essa maior eficiência, segundo o FGV Social, é que o Bolsa Família é focado em crianças, enquanto o BPC é destinado principalmente a idosos. Atualmente, a taxa de pobreza de idosos é quase um décimo da de crianças.

    Neri também compara o impacto positivo dos dois benefícios na economia.

    O valor do BPC, de R$ 1.045, é cinco vezes maior que o do Bolsa Família, de R$ 191, e mais de um morador da mesma casa pode recebê-lo. Segundo a análise, apesar de idosos frequentemente serem arrimo de família —ou seja, ajudam outros membros da família—, isso não é tão significativo para impactar a economia positivamente, porque costumam morar em casas com menos pessoas.

    Neri cita, ainda, que o BPC, assim como os demais benefícios vinculados ao mínimo, engessa e pesa mais nos gastos do governo. “Em suma, o Programa Bolsa Família custa menos, chega mais no pobre, muda a vida dele através de condicionalidades educacionais e de saúde, além de movimentar mais a economia”, afirma Marcelo Neri.

    Fonte: Uol

    Serviços

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Magazine Luiza e Sebrae vão expandir parceria que qualifica pequenos negócios para atuar em e-commerce

    O Magazine Luiza (MGLU3) e o Sebrae vão expandir a parceria para todo o país. Atualmente com...

    Creditas entra na briga pelo mercado de benefícios corporativos

    O mercado de benefícios corporativos ganha um competidor de peso nesta segunda-feira, 21. A fintech , conhecida...

    Veja outras matérias