sexta-feira, abril 16, 2021
Outros

    Governo federal deve comprar 100 milhões de doses da Pfizer, diz site

    Em Destaque

    Governo estima rombo de R$ 170,5 bi em 2022 e vê 11 anos de contas no vermelho

    No projeto que estabelece as diretrizes para o Orçamento de 2022, enviado ao Congresso nesta quinta-feira (15), o governo...

    Hering rejeita proposta de compra pela Arezzo

    A Hering decidiu, em reunião nesta quarta-feira, 14, negar a proposta feita pela Arezzo de combinar os negócios das...

    Magazine Luiza recebe aval do Cade para compra da Hub Prepaid

    O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira a compra da Hub Prepaid pelo Magazine Luiza, sem...

    O governo federal deve anunciar a compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer nesta quarta-feira (3), segundo fontes ouvidas pela coluna Radar, da revista Veja. O acordo teria sido fechado nesta quarta-feira (3) e deve ser divulgado em breve pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

    A previsão é de que as 100 milhões de doses da vacina garantidas pela compra sejam entregues ao longo do ano.

    A TV Globo também relata que integrantes da cúpula do governo teriam informado que o acordo foi realizado nesta quarta. Segundo a emissora, os contratos estão em fase de elaboração e devem ser assinados até o início da semana que vem, com determinação da quantidade de doses a serem entregues.

    O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, já havia confirmado que a elaboração do contrato com a Pfizer estava em andamento e que o Ministério da Saúde está em negociações com a Janssen na tarde de hoje, em reunião com representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

    Compra da Vacina Pfizer

    Considerado um dos imunizantes de maior eficácia no mundo até o momento, a vacina da Pfizer enfrentava a resistência do governo em razão de cláusulas que previam a transferência de responsabilidade — barreira que parece ter sido eliminada.

    A vacina da Pfizer/BioNTech está sendo aplicada nos Estados Unidos e no Reino Unido desde dezembro, além de ser o imunizante mais usado em Israel.

    No Brasil, a vacina recebeu aprovação definitiva da Anvisa no último dia 23 de fevereiro e é a única que conta com esse tipo de aval. As vacinas CoronaVac, produzida em parceria com o Instituto Butantan, e a de Oxford, que tem parceria com a Fiocruz, possuem apenas autorização para uso emergencial, apesar de serem os dois únicos imunizantes que estão sendo aplicados na população brasileira.

    Fonte: Infomoney

    Serviços

    Últimas Notícias

    Bolsonaro promete a Biden zerar desmatamento ilegal até 2030

    Em busca de dinheiro dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta a seu homólogo Joe Biden...

    IPO da Blau atrai fundos globais e companhia vale R$ 7,2 bi na largada

    A Blau Farmacêutica acaba de precificar seu IPO a R$ 40,14 por ação, dando ao mercado mais uma alternativa...

    Veja outras matérias