quarta-feira, janeiro 19, 2022
Outros

    Governo reduz tarifas de importação para tentar conter a inflação

    Em Destaque

    Os ministérios da Economia e das Relações Exteriores anunciaram nesta sexta-feira (5) a redução em 10% das tarifas de importação de cerca de 87% dos itens sujeitos ao imposto, exceto os já abrangidos pelo Mercosul.

    A redução das alíquotas será válida até 31 de dezembro de 2022. O objetivo é tentar conter a escalada da inflação, que já passa dos dois dígitos no acumulado em 12 meses.

    Segundo o comunicado dos ministérios, o recurso “justifica-se pela situação de urgência trazida pela pandemia de Covid-19 e pela necessidade de poder contar, de forma imediata, com instrumento que possa contribuir para aliviar seus efeitos negativos sobre a vida e a saúde de população brasileira”.

    Em evento da Confederação Nacional do Comércio (CNC), no entanto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a medida está relacionada a uma tentativa de conter a alta de preços.

    “Arrematamos uma mudança importante para reduzirmos em 10% todas as tarifas de importação, na verdade estamos deixando apenas 13% dos produtos fora”, disse Guedes.

    “Num momento como o atual, em que nós temos pressão inflacionária forte na economia brasileira, gostaríamos de dar um choque de oferta, facilitando a entrada de importações para dar uma moderação nos reajustes de preços”, afirmou, pouco antes da divulgação do comunicado dos ministérios, de acordo com o Valor Online.

    “É um momento ideal para fazer abertura, ainda que tímida, da economia”, completou.

    Fonte: G1

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Os fundos imobiliários mais rentáveis de 2021. E o que eles têm em comum

    Os fundos imobiliários (FIIs) tiveram mais um ano de perdas em 2021. O iFix, índice do segmento, encerrou o...

    Vyttra fatura R$ 300 mi com exames de covid e está pronta para autotestes

    Fabricante brasileira de exames de covid vai investir R$ 60 milhões em 2022 e prepara testes rápidos para detectar...

    Veja outras matérias