sexta-feira, dezembro 4, 2020
Outros

    Herdeiro de Safra levanta R$ 1,4 bi e fecha compra de banco nos EUA

    Em Destaque

    Itaú, Santander e Bradesco querem seu dinheiro para preservar a Amazônia

    Na esteira de mais de 70 empresas brasileiras com algum tipo de iniciativa para levar o desenvolvimento...

    Facebook e Instagram vão remover alegações falsas sobre vacinas contra a Covid-19

    O Facebook anunciou nesta quinta-feira (3) que vai começar a remover alegações falsas sobre as vacinas contra...

    Ibovespa encosta nos 113 mil pontos mesmo com decepção no PIB; dólar cai

    O Ibovespa engata firme alta nesta quinta-feira, 3, em linha com as bolsas internacionais e ignorando o...

    Edmond M. Safra levantou, em março deste ano, 1,4 bilhão de reais (cerca de 250 milhões de dólares na cotação atual) no exterior trabalhando junto de um grupo de especialistas argentinos para adquirir uma empresa no Brasil ou na Argentina. Ele é neto de um dos fundadores do banco Safra, Edmond J. Safra, e sobrinho de Joseph Safra, o atual chairman do banco. O instrumento utilizado por ele é conhecido lá fora como SPAC (Special Purpose Aquisition Company), uma empresa aberta com capital de terceiros que possui o único objetivo de comprar uma participação minoritária em um bom negócio de capital fechado e levar a público as ações dessa empresa. Só houve um problema.

    O grupo não encontrou nenhuma empresa — nem no Brasil, nem na Argentina — boa o suficiente para convencer os sócios a entrar no negócio. Precisou mudar o escopo do SPAC e comprar um banco americano. Fechou no fim de setembro a compra da Finance of America Companies, um banco especializado em crédito empresarial, a participação de aproximadamente 13,1% na nova empresa, que será listada na New York Stock Exchange (NYSE). De acordo com os documentos publicados na Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM americana), não está clara a participação de Safra no novo negócio, mas a SPAC deve garantir posições no conselho do banco, o que abriria espaço para participação de Safra no negócio.

    Ele terá como sócios um peso-pesado do mercado financeiro. A Blackstone Tactical Opportunities, braço de investimentos de oportunidade da gigante Blackstone, terá 70% do novo grupo assim que toda a transação for concretizada e as ações passarem a ser negociadas na bolsa de Nova York com o nome da Finance of America Companies. Isso é esperado para o primeiro semestre de 2021.

    Fonte: Veja

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Facebook e Instagram vão remover alegações falsas sobre vacinas contra a Covid-19

    O Facebook anunciou nesta quinta-feira (3) que vai começar a remover alegações falsas sobre as vacinas contra...

    Ibovespa encosta nos 113 mil pontos mesmo com decepção no PIB; dólar cai

    O Ibovespa engata firme alta nesta quinta-feira, 3, em linha com as bolsas internacionais e ignorando o...

    Veja outras matérias