segunda-feira, janeiro 25, 2021
Outros

    Ingresse compra “tinder” da balada

    Em Destaque

    Com aporte de R$ 4 mi, startup Vidia tenta ampliar o acesso a cirurgias particulares

    Na última década, startups brasileiras se lançaram no mercado tentando resolver questões relacionadas à saúde, como prevenção,...

    Ranking dos setores mais ativos em fusões em aquisições no Brasil – 2013 a 2020

    Dinâmica dos setores mais ativos em M&A  – Período 2013 a 2020. No gráfico interativo pode-se verificar as mudanças...

    ONU alerta para queda de investimento estrangeiro em países em desenvolvimento

    Os fluxos de Investimento Estrangeiro Direto (IED) “permanecerão moderados” em 2021 e os países em desenvolvimento poderão...

    Com a aquisição do aplicativo Poppin, empresa já se prepara para a retomada do setor de eventos. Através do app, o encontro é marcado no próprio evento.

    A Ingresse, plataforma especializada em venda de ingressos, anunciou a aquisição do Poppin, aplicativo do segmento de encontros com uma base de mais de 700 mil usuários.

    O valor da transação não foi divulgado pela companhia, o que se sabe é que ela será realizada no formato de acquihire, com a empresa absorvendo a equipe da startup.

    Lançado em junho de 2016, o Poppin foi fundado em São Paulo pelos empreendedores Guilherme Ebisui e Filipe Santos e já gerou mais de 3 milhões de combinações.

    No aplicativo, os usuários não precisam marcar encontros, basta confirmar presença no evento de escolha e dar um like em alguém que também está confirmado. Assim, o date já fica marcado.

    Segundo a empresa, em outros apps somente 0,5% dos matches viram encontros na vida real.

    Com essa proposta, a startup já levantou mais de R$ 3,5 milhões em rodadas de investimento realizadas por fundos como Duxx Investimentos, ACE e Eclipseon.

    Em 2018, a plataforma participou do programa Shark Tank Brasil e despertou o interesse de Camila Farani, investidora e presidente da G2 Capital, e de João Appolinário, fundador da Polishop. Juntos, eles investiram R$ 900 mil no negócio.

    “Apostei neles por conta da consciência de negócios que eles expressaram, de priorizar uma nova visão de mercado, de valorizar a questão do big data, focar no early stage em crescimento, produto, para conseguir primeiro definir o product market fit e só então focar em monetização”, afirma Camila Farani.

    Gabriel Benarrós, CEO e fundador da Ingresse, já conhecia o trabalho dos sócios do Poppin. Desde cedo, fizeram parcerias comerciais e discutiam o mercado.

    “Ao acompanhar o desenvolvimento da empresa, desenvolvi admiração pelo Guilherme e Filipe. O time em particular tem um olho para o produto muito fora da curva, capacidade de conectar feedback de usuários com desenvolvimento, além de um time de programação muito coeso e azeitado”, destaca Benarrós.

    Mesmo em uma pandemia que afetou diretamente o setor de eventos, a Ingresse afirma ter realizado o movimento por entender que há muitas possibilidades a serem exploradas junto ao consumidor final e acreditar que a retomada do segmento será forte.

    Neste primeiro momento, o time do Poppin deve assumir funções chave dentro da Ingresse, principalmente relacionadas a produto e inovação, para possibilitar a aplicação dessas metodologias ao mercado de eventos.

    As empresas inclusive já adotam conceitos construídos em conjunto e em breve vão lançar novas funções relacionadas ao consumo de alimentos e bebidas via app.

    Fundada em 2013, a Ingresse levantou R$ 90 milhões em rodada Série C liderada pelo fundo de investimentos Endurance em dezembro de 2019. A empresa leva cerca de 20% do market share, competindo com a Ingresso Rápido e a Sympla, da Movile.

    Fonte: baguete.com.br

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Oi: Digital Colony fez proposta por rede de fibra diretamente, sem Highline

    Na disputa pela InfraCo, rede de fibra da OI, o fundo Digital Colony, que no Brasil é...

    Uma gigante de olho nas PMEs: como a Intuit quer crescer 100% ao ano até 2025

    Fazer gestão financeira no país que mais demanda tempo para pagar impostos é uma tarefa complicada. Para...

    Veja outras matérias