sexta-feira, abril 16, 2021
Outros

    JSL compra transportadora de cargas complexas Rodomeu

    Em Destaque

    Governo estima rombo de R$ 170,5 bi em 2022 e vê 11 anos de contas no vermelho

    No projeto que estabelece as diretrizes para o Orçamento de 2022, enviado ao Congresso nesta quinta-feira (15), o governo...

    Hering rejeita proposta de compra pela Arezzo

    A Hering decidiu, em reunião nesta quarta-feira, 14, negar a proposta feita pela Arezzo de combinar os negócios das...

    Magazine Luiza recebe aval do Cade para compra da Hub Prepaid

    O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira a compra da Hub Prepaid pelo Magazine Luiza, sem...

    A JSL fechou um acordo para a compra da Rodomeu, transportadora de cargas de alta complexidade — como gases e químicos, máquinas e equipamentos e insumos para indústria — e que atua em operações especiais, como o Grande Prêmio de Fórmula 1.

    A empresa, de Piracicaba (SP), é avaliada em R$ 97 milhões, contando um caixa líquido de R$ 20 milhões e endividamento bruto de R$ 14 milhões, e um valor estimado dos ativos em R$ 55 milhões. Pelos termos da transação, R$ 29,1 milhões serão pagos no fechamento da transação e o restante dividido em 24 parcelas mensais.

    Com a compra, a JSL espera aumentar a escala e participação no segmento de transporte especializado de cargas de alta complexidade e entrar no segmento de gases comprimidos, diversificando sua exposição setorial.

    A companhia prevê ganhos de sinergia decorrentes da proximidade da sua sede com a da Rodomeu, no interior paulista, e o perfil operacional dos clientes atendidos da região, além de ganhos com uma base de clientes complementar.

    A Rodomeu tem uma frota de 470 veículos e 250 funcionários. A receita líquida em 2020 é estimada em R$ 85 milhões, com lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de R$ 20 milhões.

    A operação ainda deve passar pela avaliação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A JSL também deve realizar uma assembleia geral extraordinária (AGE) para que os acionistas aprovem a compra. O eventual direito de recesso ainda será definido, após o preço de aquisição ser fechado.

    Fonte: Valor Econômico

    Serviços

    Últimas Notícias

    Bolsonaro promete a Biden zerar desmatamento ilegal até 2030

    Em busca de dinheiro dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta a seu homólogo Joe Biden...

    IPO da Blau atrai fundos globais e companhia vale R$ 7,2 bi na largada

    A Blau Farmacêutica acaba de precificar seu IPO a R$ 40,14 por ação, dando ao mercado mais uma alternativa...

    Veja outras matérias