quinta-feira, outubro 29, 2020
Outros

    M. Dias Branco busca conquistar espaço no exterior com aquisição

    Em Destaque

    O que houve com Bolsa e dólar? 2ª onda da covid e crise no país explicam

    As Bolsas derreteram no mundo nesta quarta-feira (28/10), por causa do aumento de casos do novo coronavírus...

    Pobreza se aproxima da classe média dos EUA em meio à pandemia

    Quando a pandemia de covid-19 varreu os Estados Unidos, Keith continuou com seu emprego no setor de...

    Em audiência nos EUA, Twitter, Google e Facebook defendem seus métodos de moderação de conteúdo

    Os presidentes-executivos de Facebook, Twitter e Google participaram de uma audiência no Senado dos Estados Unidos nesta...

    Companhia cearense M. Dias branco quer conquistar espaço no exterior, com a montagem de fábrica ou a aquisição de alguma empresa já consolidada.

    A perspectiva de crescimento financeiro e geográfico na empresa líder do segmento de massas e biscoitos no Brasil está fincada no bom fôlego financeiro da companhia, com registro de R$ 1,4 bilhão em caixa e baixa alavancagem. (Crédito: Divulgação)

    A cearense M. Dias Branco sabe bem do seu tamanho e do que ainda pode crescer. No Brasil, a companhia de massas e biscoitos lidera a presença no mercado, com pouco mais de um terço de participação e com crescimento quatro vezes superior à média do setor. Isso, no entanto, não é razão para que a empresa criada em 1953 por Francisco Ivens de Sá Dias Branco (que morreu em 2016), filho do padeiro português Manuel Dias Branco, se acomode. Pelo contrário. O objetivo é claro: conquistar espaço no exterior, com a montagem de fábrica ou compra de empresa já consolidada.

    Do total de R$ 1,89 bilhão da receita líquida registrada no segundo trimestre, que representou alta de 22,2% sobre o mesmo período de 2019, as exportações significaram 2%. E os planos da empresa de Fortaleza, segundo o vice-presidente de Investimentos e Controladoria da M. Dias Branco, Gustavo Theodozio, é de aumentar em três pontos percentuais até 2022 para, a partir daí, conquistar o mundo. “Temos grande capacidade para ser um importante player global”, afirmou o executivo.

    O caminho para chegar aos Estados Unidos e à União Europeia, os principais mercados no alvo, passa pela América do Sul, principalmente por causa da enorme desvalorização do real frente ao dólar. “Há grandes empresas na América Latina que podem ser parceiras de negócios. Depois o caminho natural é Estados Unidos e Europa”, disse Theodozio. Com exceção da Oceania, os produtos da M. Dias Branco estão presentes em 37 países, com volume maior na América Latina. Hoje a empresa tem 15 unidades industriais, entre fábricas de massas, biscoitos, margarinas e moinhos, e 17,5 mil funcionários.

    Fonte: Istoé Dinheiro

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Em audiência nos EUA, Twitter, Google e Facebook defendem seus métodos de moderação de conteúdo

    Os presidentes-executivos de Facebook, Twitter e Google participaram de uma audiência no Senado dos Estados Unidos nesta...

    XP e BlackRock lançam fundo de empresas sustentáveis

    A XP Investimentos, maior corretora de investimentos do país, aliou-se à BlackRock, uma das maiores gestoras de...

    Veja outras matérias