segunda-feira, março 1, 2021
Outros

    Moscou oferece vacina de graça, para todo mundo, com sorvete de brinde

    Em Destaque

    Investimento é o menor em 53 anos, e Brasil corre risco de tudo piorar

    Se o Brasil não começar rapidamente a aumentar o volume de investimentos, o país terá uma década perdida, com...

    Reforma pode beneficiar milhares de imigrantes brasileiros nos Estados Unidos

    Apresentada ao Congresso na semana passada, a ambiciosa proposta de reforma migratória do presidente Joe Biden pode beneficiar milhares...

    Com fusão aprovada, o que observar ao investir em Hapvida e Intermédica

    O acordo para a criação do segundo maior grupo de saúde do país, unindo Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica...

    Um shopping na Praça Vermelha, um dos principais pontos da cidade de Moscou, na Rússia, tem um ponto de vacinação contra a covid-19 diferente de outros espalhados pelo país. Para tentar estimular a imunização, o local oferece a aplicação de graça, para qualquer pessoa – incluindo turistas – e quem se vacinar ainda ganha um sorvete de chocolate.

    De acordo com reportagem da Deutsche Welle, o objetivo é aumentar a confiança na vacinação contra a covid-19. Pesquisa recente mostra que pelo menos 58% dos russos não querem tomar a vacina, que está disponível no sistema mais ‘atraente’ desde o dia 18 de janeiro na capital russa.

    O imunizante aplicado é o Sputnik V, que apresentou 91,6% de eficácia em um teste de fase três publicado no começo do mês na prestigiada revista científica The Lancet. Segundo autoridades de saúde de Moscou, das 12 milhões de pessoas que moram na cidade, apenas 400 mil foram vacinadas.

    Em reunião com os 27 governadores na semana passada, o ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, disse que iria assinar o contrato para a compra das vacinas russa Sputnik V e da indiana Covaxin até o dia 19 de fevereiro, o que não ocorreu.

    Na expectativa de Pazuello, as primeiras doses deveriam chegar a partir de março (veja o cronograma). No encontro, o ministro voltou a prometer também que vai imunizar todos os brasileiros ainda em 2021.

    Pazuello detalhou que o total de imunizantes que o governo receberia entre fevereiro e julho é de pouco mais de 230 milhões de doses. De acordo com o ministro, no pacote estão vacinas do Butantan/Sinovac (77 milhões), AstraZeneca/Fiocruz (112 milhões), Covax Facility (10,6 milhões), Instituto Gamaleya (10 milhões), e Bharat Biotech (20 milhões).

    Fonte: Exame

    Serviços

    Últimas Notícias

    Com fusão aprovada, o que observar ao investir em Hapvida e Intermédica

    O acordo para a criação do segundo maior grupo de saúde do país, unindo Hapvida (HAPV3) e NotreDame Intermédica...

    Bitcoin: como a enorme energia gasta pode fazer a ‘bolha’ das criptomoedas explodir

    Todos nós já ouvimos as histórias dos novos milionários por causa do bitcoin. Elon Musk está entre os últimos...

    Veja outras matérias