terça-feira, dezembro 1, 2020
Outros

    Nas últimas duas décadas o Comércio externo do Brasil vem se pautando por uma agenda muito ‘curtoprazista’

    Em Destaque

    Saúde, saneamento e equilíbrio fiscal: os desafios dos novos prefeitos

    Em meio à mais grave crise de saúde da história recente, os prefeitos eleitos nas eleições de...

    Com participação de Sarney, Bolsonaro conversa pela 1ª vez com Fernández

    Os presidentes do Brasil, , e da Argentina, , conversaram nesta segunda-feira pela primeira vez desde a...

    Reino Unido proíbe instalação de kit 5G da Huawei a partir de setembro de 2021

    As empresas de telecomunicações do Reino Unido não poderão instalar o novo kit 5G da Huawei após...

    Segundo especialista econômico, o comércio externo do Brasil não deve ser pautado por uma agenda ideológica

    Ao mesmo tempo em que as relações do governo de Jair Bolsonaro com a Argentina se deterioram desde a eleição de Alberto Fernández, o Brasil busca uma aproximação comercial com a Índia.

    O presidente Jair Bolsonaro viajará na próxima semana para a Índia, com quem, de acordo com Ministério da Economia, o Brasil pretende aumentar o comércio de US$ 7 bilhões para US$ 25 bilhões.

    O professor de economia da Universidade Federal Fluminense, André Nassif, em entrevista à Sputnik Brasil, declarou que uma aproximação comercial com a Índia é positiva, mas que não seja em detrimento à relação com os países vizinhos.

    “O Brasil e a Índia são países em desenvolvimento, embora nas últimas duas décadas a Índia tenha definido uma estratégia, combinando desenvolvimento tecnológico com equilíbrio macroeconômico, muito mais clara e definida do que o Brasil. O Brasil infelizmente nas últimas duas décadas vem se pautando por uma agenda muito ‘curtoprazista’, isso independentemente de governo Bolsonaro ou não”, observou.

    “Eu tenho a impressão de que a estratégia de comércio do Brasil não deva ser pautada por uma agenda de esquerda ou de direita, mas por uma agenda que seja comprometida com o desenvolvimento econômico e social do país”, acrescentou Nassif.

    De acordo com ele, a melhor opção para os países em desenvolvimento deveria ser privilegiar o multilateralismo do ponto de vista global e uma aproximação com os países em desenvolvimento.

    “Efetivamente o que a gente exporta para a Argentina são produtos manufaturados, muito mais do que commodities, ao passo que a maior parte das nossas importações da Argentina são produtos agropecuários. Então eu acho que o Brasil não deveria abrir mão de um ‘share’ [compartilhamento] de comércio externo”, afirmou.

    O especialista disse ainda que é muito mais interessante aos países em desenvolvimento fazer acordo de livre comércio com países em desenvolvimento, ou seja, com países que o nível de renda per capita é mais similar do que com países desenvolvidos.

    Fonte: Sputnik Brasil

    https://br.sputniknews.com/opiniao/2020011815023385-comercio-externo-do-brasil-nao-deve-ser-pautado-por-uma-agenda-ideologica-diz-especialista/

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Bitcoin rompe máxima histórica: ‘Todo mundo no lucro’, comemora CZ

    Depois de despencar quase 20% na última quinta-feira (26), o bitcoin retomou sua tendência de alta em...

    Intermédica tenta surfar demanda pelo IPO da Rede D’Or

    A Bain Capital anunciou que vai vender 40 milhões de ações da Notre Dame Intermédica (cerca de...

    Veja outras matérias