quarta-feira, julho 15, 2020
Outros

    O agronegócio ameaçado

    Em Destaque

    Eneva tem nova proposta pela AES Tietê em disputa que balança o mercado

    Uma disputa no setor elétrico está balançando o segmento de energia e sendo acompanhado de perto por...

    Fábricas deixam a Argentina e migram para o Brasil

    Ao menos três empresas do setor automotivo anunciaram, nas últimas duas semanas, o fechamento de fábricas na...

    Agora vai? Os movimentos de Guedes para encampar a reforma tributária

    Há mais de um ano o país se prepara para receber a proposta de reforma tributária do...

    Meu primeiro artigo deste ano, neste espaço, tinha por título “O aquecimento global entrou na alta finança”, comentando a reunião do Fórum Econômico Mundial, realizada em Davos, Suíça.

    Nela, “Klaus Schwab, fundador do evento, distribuiu uma carta aos participantes, escrita em coautoria com os presidentes do Bank of America e da Royal DSM, na qual diz que o atual modelo econômico não é mais sustentável e que terá de mudar para incorporar, entre outras coisas, tolerância zero com a corrupção, proteção ao meio ambiente, uso ético de informações privadas e respeito aos direitos humanos em toda a cadeia de fornecedores”.

    Em suporte a essa visão, Larry Fink, presidente da Black Rock, gestora global de recursos, em sua influente carta anual, disse que sua empresa evitará investimentos em companhias que apresentem grandes riscos associados a sustentabilidade.

    Daqui em diante, não se poderá dizer que meio ambiente é apenas objeto de manifestações da esquerda, de “onguistas” ou de europeus. Ao contrário, os maiores líderes mundiais de negócios estão dizendo que a coisa é “importante e urgente”.

    Entretanto, o governo federal não tomou conhecimento do que lá foi dito. Ao contrário, o ministro do Meio Ambiente continuou inteiramente dedicado a “passar a boiada” e, em consequência, o fogo e o desmatamento ilegal da Amazônia continuaram a crescer sem parar.

    Não bastasse isso, ministros, como o (ex, felizmente) da Educação e o das Relações Exteriores continuaram insistindo em insultar e atacar o nosso maior cliente, a China.

    Finalmente, certas lideranças do setor mantêm uma atitude agressiva e pouco construtiva de que “eles não têm alternativa, têm que comprar de nós”. A propósito, seria bom lembrar que o cemitério de empresas está cheio de gente arrogante que, em algum momento, desprezou seus clientes, esquecendo que ninguém é insubstituível.

    Na semana que passou, 29 grandes gestores de fundos de investimento, que administram mais de US$ 4 trilhões, enviaram carta às embaixadas do Brasil para alertar que “desenvolvimento econômico e proteção ao meio ambiente não são mutuamente excludentes…instamos o governo do Brasil a demonstrar um compromisso claro para com a eliminação do desmatamento e a proteção dos direitos dos povos indígenas”. Pedem ainda, os fundos, uma conversa com representante do Executivo.

    É impossível maior clareza quanto ao risco que estamos correndo.

    Importantes lideranças empresariais, ao contrário de certos ministros, também alertam para o perigo e as consequências da forma como o Brasil está lidando com a questão ambiental. Estas preocupações foram manifestadas, ainda nestes dias, pelos presidentes dos dois maiores bancos brasileiros.

    O agronegócio tem sido um dos poucos segmentos a enfrentar com galhardia esta que é a maior crise do Brasil moderno. Na verdade, o faz desde a recessão de 2014/2016.

    Mas a destruição da Amazônia é uma ameaça real. É inacreditável que ainda tenha gente que teima em não reconhecer este fato.

    Fonte: Terra

    Serviços

    Buscamos Sócios Empreendedores

    Estamos selecionando empreendedores, em âmbito nacional,  que possuam negócios que precisam ser profissionalizados ou re-estruturados. Os segmentos a seguir...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Retomada da medição da Enel aumenta conta de luz em até 100%

    A retomada da medição presencial de luz feita pela distribuidora de energia elétrica Enel São Paulo elevou...

    Padtec se prepara para captar recursos na Bolsa

    A Padtec concluiu a última etapa do processo de incorporação de suas ações pela Padtec Holding, antiga...

    Veja outras matérias