domingo, fevereiro 28, 2021
Outros

    Os fatores que deixaram a bolsa brasileira na contramão do mercado dos EUA

    Em Destaque

    Desemprego na Covid supera o pior da mais longa recessão

    O número é até superior ao do pior momento do trabalho no Brasil até então, em 2017, que pegou...

    Por um caso de coronavírus, Nova Zelândia retoma quarentena em sua maior cidade

    A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, ordenou neste sábado que a maior cidade do país, Auckland, volte a...

    Tecnologia 5G estará disponível em todas as capitais até julho de 2022

    A tecnologia do 5G estará disponível em todas capitais brasileiras até julho de 2022. O edital para o leilão...

    As principais bolsas americanas fecharam em alta nesta terça-feira, 19, que representa o último dia do republicano Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. O índice Dow Jones fechou em alta de 0,38%, enquanto o S&P 500 em +0,81% e a Nasdaq em +1,53%. Apesar das altas fortes, o mercado brasileiro, que é diretamente impactado pelos americanos, fechou em baixa expressiva. O Ibovespa encerrou o pregão em queda de 0,5%, a 120.636,39 pontos. A mesma direção oposta ocorreu com o dólar. A moeda americana encerrou desvalorizada em relação a internacionais como o euro e à libra esterlina, mas subiu 0,77% em relação ao real, fechando a 5,3456 reais — tendência mostrada por VEJA.

    Essa contramão seguida pelas bolsas e pelas moedas mostra como o Brasil não caminha na mesma velocidade que outros países em relação a dois temas fundamentais para a economia: vacinação e risco fiscal. Enquanto a vacinação avança nos EUA, nessa terça os mercados brasileiros foram derrubados pela preocupação com o ritmo da aplicação das vacinas no Brasil diante dos desafios logísticos e da falta de insumos que podem atrasar a produção da Coronavac pelo Instituto Butantan. Além disso, declarações de alguns integrantes do Ministério da Economia acenderam a luz amarela sobre um possível aumento do risco fiscal. “Alguns começam a admitir a possibilidade de que o governo terá de dar algum suporte para trabalhadores informais, o que impacta ainda mais as contas do governo”, diz Lucas Carvalho, analista da Toro Investimentos.

    Estes fatores são tão importantes que superaram os ganhos refletidos no Ibovespa pelas bolsas de Nova York. Na volta de feriado nos EUA, os investidores de Wall Street se animaram com as declarações de Janet Yellen, indicada pelo democrata Joe Biden ao cargo de secretária do Tesouro americano, e com a antecipação de seu discurso pela mídia americana que ocorreu no final de semana.

    Em sessão no Senado, Yellen reiterou que os pacotes fiscais são muito importantes para retomar a economia americana e, se necessário, estenderá o PPP, programa de apoio à pequenas empresas. A fala se somou às recentes declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, de que a economia precisa de estímulos e reafirmou a expectativa de mais injeção de estímulos na economia.

    Hoje também foram divulgados os resultados dos bancos Goldman Sachs e Bank of America no quarto trimestre de 2020, e eles apresentaram lucro acima do esperado pelo mercado. Além disso, o Netflix divulgou o seu balanço após o fechamento dos mercados, mas a expectativa sobre números positivos também incentivou a compra de papeis. Vale lembrar que a aprovação de Yellen pelo Senado ainda não foi concluída, portanto seu nome ainda pode balançar os índices nos Estados Unidos. E que na quarta-feira a maior expectativa está na posse do presidente eleito, Joe Biden.

    Fonte: Veja

    Serviços

    Últimas Notícias

    Tecnologia 5G estará disponível em todas as capitais até julho de 2022

    A tecnologia do 5G estará disponível em todas capitais brasileiras até julho de 2022. O edital para o leilão...

    GetNinjas e Pif Paf engrossam a fila de futuros IPOs na bolsa brasileira

    Quatro novas empresas protocolaram pedido para abertura de capital junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta sexta-feira, 26,...

    Veja outras matérias