quinta-feira, dezembro 3, 2020
Outros

    Para evitar travar a economia, BC arrisca descontentar o mercado

    Em Destaque

    Plano nacional de imunização só sai depois da vacina aprovada pela Anvisa

    O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, disse nesta terça-feira, 1, que...

    Bolsonaro justifica alta na conta de luz com nível de represas e risco de apagões

    Ao justificar o aumento na conta de luz, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou via redes...

    Ricos precisam pagar mais imposto para desigualdade cair, diz estudo

    As propostas da equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (sem partido) para criar um novo programa social...

    A manutenção da taxa básica de juros em 2% nominais ao ano, na reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) desta quarta-feira (28) não era motivo de nenhum dúvida. A expectativa estava concentrada nos termos, e mais do que isso, no tom do comunicado emitido no encerramento do encontro. E o tom foi brando, diferentemente do que muitos esperavam.

    Por unanimidade, o Copom manteve a taxa básica nos 2% previstos, mas, se reafirmou sua preocupação com instabilidade na área fiscal que novos cortes nos juros poderiam trazer, não se alinhou com os analistas de mercado, ainda deixando uma portinhola aberta para reforçar estímulos monetárias à atividade. “Devido a questões prudenciais e de estabilidade financeira, o espaço remanescente para utilização da política monetária, se houver, deve ser pequeno.”, informa o Copom, no comunicado.

    A tendência é que esse desalinhamento se reflita na taxa de juros futuros, que devem voltar a subir. Elas estavam em queda, expressando expectativas de que o BC indicasse uma retomada dos ciclos de alta dos juros já nos primeiros meses de 2021. Isso não aconteceu no encontro desta quarta-feira.

    Dificilmente, porém, e pelo menos tão cedo, o espaço para novos cortes nos juros básicos que o BC diz existir será usado. Os juros devem permanecer inalterados, na última reunião do Copom em 2020, prevista para o começo de dezembro. Em 2021, a tendência é que tenha início um ciclo de altas da taxa Selic, em princípio moderadas. O próprio BC prevê taxa Selic a 2,75%, no ano que vem.

    Coerente com o objetivo de evitar contração monetária, mantendo espaços para ajustes fiscais, os diretores do BC insistiram em considerar que não houve alteração no regime fiscal, ao mesmo tempo em que consideraram estarem as expectativas inflacionárias bem ancoradas até 2022. Ignoraram as fortes altas recentes nos índices de preços por atacado, que estão levando os índices gerais, aqueles que corrigem contratos como os de aluguel residencial, a se aproximarem de 20%, em 12 meses.

    Resumindo o enredo, o BC continua empenhado em evitar uma política monetária contracionista. Na mesma linha da que está executando na gestão da dívida pública, quando evitar colocar na praça papéis de vencimento mais longo, mas a juros mais altos. Parece convicto de que sua missão é abrir espaços para um ajuste fiscal que não derrube tanto a atividade econômica. Para isso, aceitou o risco de descontentar o mercado.

    Fonte: Uol

    Serviços

    Novety surfa na onda do aumento do consumo de cosméticos durante a pandemia e cresce com revendedoras e e-commerce

    O mercado de beleza e cosméticos no Brasil movimentou mais de US$ 30 bilhões no último ano e foi um dos poucos...

    Startup desenvolve pomadas cicatrizantes para psoríase e dermatites e agora busca licenciar fórmula para laboratórios e grandes redes de farmácia

    Mecânico e professor universitário desenvolveram projeto em Viçosa.Com dívidas, parceiros quase desistiram, mas atraíram investidores. Popularmente conhecido como um...

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Últimas Notícias

    Novety surfa na onda do aumento do consumo de cosméticos durante a pandemia e cresce com revendedoras e e-commerce

    O mercado de beleza e cosméticos no Brasil movimentou mais de US$ 30 bilhões no último ano...

    Startup desenvolve pomadas cicatrizantes para psoríase e dermatites e agora busca licenciar fórmula para laboratórios e grandes redes de farmácia

    Mecânico e professor universitário desenvolveram projeto em Viçosa.Com dívidas, parceiros quase desistiram, mas atraíram investidores.

    Veja outras matérias