quinta-feira, maio 6, 2021
Outros

    Para ganhar mais musculatura, Smart Fit negocia fusão no México

    Em Destaque

    Banco Central eleva Selic em 0,75 p.p., para 3,5% ao ano, e sinaliza mais uma alta na mesma magnitude

    O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu nesta quarta-feira (5) elevar a Selic em 0,75 ponto percentual, para 3,50%...

    “Há muitos Mercados Livres para nascer na AL”, diz Nicolas Szekasy, do Kaszek

    Quando os argentinos Nicolas Szekasy e Hernan Kazah deixaram o Mercado Livre, empresa que tinham cofundado, para criar a...

    Bradesco espera perder receita com Pix e WhatsApp Pay, mas tem substituto

    A chegada da ferramenta de transferências de dinheiro via WhatsApp , assim como o Pix , vai 'morder' um pedaço da...

    Há cerca de dez anos, o México foi o palco dos primeiros movimentos da Smart Fit em outras fronteiras. Agora, o país está novamente no centro da estratégia de internacionalização da rede brasileira de academias.

    A Smart Fit anunciou na manhã desta terça-feira que celebrou um memorando de entendimento não-vinculante com o grupo Sports World, que opera no México, para uma potencial combinação de negócios com a Latamgym, subsidiária da rede brasileira no país.

    Segundo fato relevante divulgado pela companhia, caso seja concretizado, o acordo resultaria em um ativo com mais de 230 academias em solo mexicano E geraria sinergias “significativas”, com potencial aumento de rentabilidade, além de uma oferta mais ampla de serviços aos clientes.

    A rede acrescentou que a transação está sujeita à assinatura de um acordo vinculante entre as partes e outras condições e autorizações usuais para esse tipo de operação, “tanto corporativas quanto governamentais”.

    Com uma base de mais de 900 academias, a Smart Fit tem presença em 13 países. Esse mapa de operações inclui mercados como Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, República Dominicana e Costa Rica.

    Listado na Bolsa de Valores do México, o grupo Sports World está avaliado em 533,4 milhões de pesos mexicanos (R$ 149,3 milhões) e conta com uma rede 58 academias. Em 2020, diante dos impactos da Covid-19, a empresa reportou uma queda de 57,1% em sua receita líquida, para 221,1 milhões de pesos mexicanos (R$ 55,1 milhões).

    A Covid-19 e o recrudescimento dos casos no Brasil também impactaram as operações da Smart Fit. Entretanto, a empresa está capitalizada. No fim de 2019, a rede recebeu um investimento do Canada Pension Plan Investment Board, que desembolsou R$ 1,07 bilhão por 12,4% da operação.

    Com o caixa reforçado, o grupo segue ativo também no mercado brasileiro para ganhar musculatura. Há um mês, a companhia anunciou a compra da Just Fit, rede com um modelo de preços mais acessíveis. Com o acordo, a Smart Fit incorporou 27 unidades no País.

    Fonte: Neofeed

    Serviços

    Últimas Notícias

    Xiaomi traz ao Brasil seu 30º smartphone em dois anos

    A chinesa Xiaomi traz ao Brasil a partir de hoje dois novos smartphones chamados Redmi Note 10 Pro e...

    Marcas europeias ameaçam boicotar produtos do Brasil devido a política ambiental

    O Projeto de Lei (PL) 510/21, que altera regras de regularização fundiária em terras da União e do Incra...

    Veja outras matérias