quinta-feira, março 4, 2021
Outros

    Para melhorar a acessibilidade, Vivo lança desafio para startups brasileiras

    Em Destaque

    Brasil sai de lista das 10 maiores economias do mundo e cai para a 12ª posição, aponta ranking

    Com o tombo histórico de 4,1% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, o Brasil saiu do ranking das...

    Descontrole da pandemia, risco fiscal, populismo econômico e dólar forte: as 4 incertezas da economia em 2021

    Várias incertezas pairam sobre o Brasil e já começam a minar as expectativa para a retomada da economia brasileira...

    Bancos propõem compra do controle da Empiricus e da Vitreo

    O grupo que comanda a casa de research Empiricus e a corretora Vitreo está no meio de um processo...

    Em busca de ferramentas para tornar a companhia mais inclusiva para pessoas com deficiência visual, a Vivo recorre às startups brasileiras. A Wayra, hub de inovação da empresa, lança um desafio para encontrar startups que possam avaliar e desenvolver uma solução que viabilize a utilização de ferramentas de leituras nas plataformas de comunicação interna utilizadas na Vivo.

    “O desafio para startups é mais uma das nossas iniciativas para estimular uma cultura com mais pluralidade, representatividade e inovação na companhia. Sabemos que perspectivas diversas enriquecem e ampliam nossa visão de mundo, por isso temos a diversidade em nosso DNA e entendemos a importância de ações afirmativas para sermos cada vez mais inclusivos”, diz Niva Ribeiro, vice-presidente de pessoas da Vivo.

    As inscrições para o desafio abrem a partir da próxima terça-feira, 23 de fevereiro, e vão até o dia 12 de março. Podem se inscrever startups de todos os portes e localidades do Brasil. As selecionadas farão uma apresentação de suas soluções para os executivos da Vivo.

    “A Wayra tem como propósito conectar a Vivo com startups a fim de gerar negócios. Os desafios fazem parte dessa estratégia de comunicar ao ecossistema empreendedor necessidades da corporação. Assim, abrimos oportunidades para que as startups nos apoiem e geramos impacto com aumento da diversidade e da inclusão dos colaboradores, bem como melhoria do ambiente de trabalho, tornando-o cada vez mais acessível a todos”, afirma Livia Brando, diretora da Wayra no Brasil.

    A ação é parte de uma estratégia da companhia para incentivar a diversidade dentro do ambiente corporativo. Em fevereiro, a Vivo está promovendo um conjunto de ações sobre deficiência visual. Em uma das iniciativas, a operadora fechou uma parceria com a Fundação Dorina Nowill para capacitação do público da instituição. Além do treinamento, a companhia pretende absorver em seu quadro de funcionários os profissionais que mais se destacarem durante a ação.

    Para participar do desafio, acesse o portal da Wayra.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Últimas Notícias

    Google vai parar de vender anúncios com base em navegação de usuários

    O Google planeja parar de vender anúncios com base na navegação de usuários por múltiplos sites, uma mudança que...

    IPOs no Brasil fazem brilhar os olhos de bancas americanas

    A retomada dos IPOs no Brasil — que só nos dois meses deste ano já movimentou quase 40 bilhões...

    Veja outras matérias