segunda-feira, janeiro 18, 2021
Outros

    Plano nacional de imunização só sai depois da vacina aprovada pela Anvisa

    Em Destaque

    Grupo canadense anuncia fim das negociações com Carrefour

    O grupo canadense Couche-Tard anunciou neste sábado (16) que as discussões preliminares para uma transação com o...

    Juro e dólar subirão se Brasil não fizer reforma em 6 meses, diz economista

    O Brasil tem seis meses para realizar reformas para equilibrar as contas públicas. Caso isso não ocorra,...

    Líderes do Congresso vão propor mudanças na política de incentivo fiscal

    A saída da Ford do país levou um grupo de líderes da Câmara a começar a construção...

    O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, disse nesta terça-feira, 1, que o Plano Nacional de Imunização contra a covid-19 só vai sair depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar a vacina.

    Na semana passada, o Ministério da Saúde disse que pretendia entregar até a próxima sexta-feira, 4, aos estados e municípios o plano de vacinação para a covid-19.

    “É fundamental pensarmos que esse plano operacional para a vacinação da covid-19, ele só definitivamente ficará pronto, fechado, quando tivermos uma vacina ou mais de uma, que esteja registrada na Anvisa. E ela precisa mostrar seus dados de segurança e eficácia para a população brasileira”, disse ele em entrevista coletiva sobre o combate à Aids.

    Ainda de acordo com Medeiros, a imunização só vai começar depois que a vacina atingir alguns critérios, como segurança, capacidade de criar memória imunológica, uso seguro em diferentes faixas etárias, e preferencialmente ser em dose única.

    O plano deve prever uma campanha nacional, inicialmente direcionada a grupos prioritários como profissionais de saúde, idosos e pessoas com comorbidades.

    Ele ainda destacou que o ideal é que a vacina possa ser armazenada por longos período em temperaturas que variem entre 2 e 8 graus C. “Toda a nossa rede de frios é montada e estabelecida nesta variação”, afirmou.

    As vacinas de RNA, como a da Pfizer, precisam ser armazenadas em temperaturas muito baixas, de cerca de -70ºC, enquanto vacinas de DNA podem ser guardadas em temperatura ambiente.

    Para o Plano Nacional de Imunização, o país vai contar com uma rede de 38 mil salas de vacinação e 114 mil vacinadores. “Esse programa, apesar do país ser continental, tem uma expertise de imunizar, por décadas.Temos 52 centros de referência e cerca de 30 vacinas gratuitas no portfólio”, disse Medeiros.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    Sem aglomeração e sem carbono: esta empresa faz shows serem amigáveis ao meio ambiente

    A economia de baixo carbono deixou de ser uma intenção exclusiva das grandes empresas e invadiu o...

    Vacinação, posse de Biden, PIB da China e Copom: o que acompanhar nesta semana

    Após a preocupação voltar a bater no mercado, com o Ibovespa em queda nos últimos dias, esta...

    Veja outras matérias