sexta-feira, julho 10, 2020
Outros

    Por que o Brasil vai encolher bem mais que o mundo na pandemia?

    Em Destaque

    Após secretário, Trump também diz que estuda banir TikTok dos EUA

    Um dia após fala de Mike Pompeo, presidente americano confirmou que o país "está analisando" banir o...

    Loft compra a Uotel e entra no mercado de locação de imóveis

    A startup, fundada em 2018 e que vale mais de US$ 1 bilhão, comprou a empresa, uma...

    Europa faz acordo com farmacêuticas para garantir remédios contra vírus

    Acordos abrangem o medicamento para artrite da Roche, RoActemra, e o remédio para esclerose múltipla da Merck,...

    Brasil tem um dos piores cenários entre os emergentes no relatório do FMI divulgado nesta quarta-feira

    As previsões para a economia brasileira estão cada vez mais sombrias. Nesta quarta-feira (24), o Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou de 5,3% para 9,1% a sua projeção para a queda do PIB (Produto Interno Bruto) do país em 2020.

    Se confirmado, seria o pior resultado da série histórica iniciada em 1900. A título de comparação, a recessão já histórica do país no biênio 2015-2016 representou uma queda acumulada de 7,2% do PIB.

    O Brasil foi um dos que tiveram maior corte na projeção desde o último relatório do FMI, em abril. A previsão para o país ainda está longe do patamar previsto de 12% de tombo em países como França, Itália e Espanha, mas é destaque negativo entre os emergentes.

    “O que eles estão falando é que a doença afetou fortemente a confiança dos consumidores e empresários e que o fluxo de capital para a América Latina diminuiu muito, assim como o preço das commodities”, diz Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating.

    A previsão é de crescimento de 1% na China e quedas menores na África do Sul (-8%), Rússia (-6,6%) e Índia (-4,5%). De países comparáveis, só a Argentina (-9,9%) e o México (-10,5%) teriam quedas maiores.

    “O tom do FMI piorou bastante de abril para cá, sobretudo pela percepção de que o consumo caiu para um patamar mais deprimido, a mobilidade urbana segue em baixo nível e os impactos no mercado de trabalho ainda estão longe de serem superados”, diz Arthur Mota, da EXAME Research.

    A crise do coronavírus é inédita, o que dificulta o exercício de projeções, dependentes de fatores externos difíceis de medir como curvas epidemiológicas e o prazo para novos tratamentos e vacinas.

    “Me parece que os dados para Brasil e Estados Unidos (-8%) estão um pouco exagerados ou pessimistas demais. Nossa expectativa para 2020 aqui é de queda de 7%, com possível revisão para baixo”, diz Mota.

    A previsão do Boletim Focus, que reúne semanalmente as previsões de mercado, é de uma queda de 6,5% em 2020. O governo ainda prevê um tombo menor, de -4,7% no ano.

    O que deu errado

    Economistas apontam que o Brasil é um dos destaques negativos no cenário econômico global porque também é exemplo mundial negativo na gestão da pandemia. Com mais de 1,15 milhão de casos e 52 mil mortes, o país é o segundo maior epicentro mundial da doença, atrás apenas dos Estados Unidos.

    “Como em outros casos, na região e fora, o prolongamento do período de infecções deverá também prolongar confinamentos e outros efeitos recessivos”, diz Otaviano Canuto, ex-diretor do Banco Mundial e diretor do Policy Center for the New South.

    O país está em seu terceiro ministro da Saúde desde o início da pandemia e nunca teve uma coordenação nacional das medidas de isolamento social, testagem e atendimento médico, ou sequer uma campanha nacional divulgando as formas de reduzir o risco de contaminação.

    “Por divergências incontornáveis entre governo federal e o resto, fizemos quarentena parcial. Enquanto o mundo ocidental está saindo dela, nos estamos com a curva ainda ascendente”, diz Sérgio Vale, economista-chefe da MB Associados.

    Além disso, a equipe econômica subestimou inicialmente o tamanho da crise e apresentou falhas no desenho e na execução de programas de ajuda.

    “O programas feitos não chegaram adequadamente na ponta que precisa, tanto para as empresas quanto para os consumidores, diferente do que aconteceu na Europa e EUA. Esses países estão mantendo o padrão de renda e melhorando emprego por terem feito programas eficientes”, completa.

    Em conversa ao vivo ontem com EXAME, o economista Marcos Lisboa, presidente do Insper, avaliou a reação como “atabalhoada” e lembrou que “a economia brasileira já não vinha bem antes da crise”.

    O mundo inteiro vai aumentar o seu nível de endividamento para conter os efeitos da doença, mas o Brasil é mais afetado pois já partia de um patamar maior e de uma crise fiscal ainda não resolvida.

    Outro destaque negativo do país é a crise política. O presidente Jair Bolsonaro entrou em embates constantes com os governadores e elevou o tom das ameaças de ruptura institucional. Ao mesmo tempo, se viu alvo de inquéritos que destrincham os elos de sua família com disseminação de notícias falsas e as milícias do Rio de Janeiro.

    “Temos uma crise política que vai longe, que nenhum outro país tem. E a necessidade de reformas será inversamente proporcional à capacidade política do governo de fazê-las”, diz Vale.

    Um alento: para 2021, a projeção de crescimento do FMI para o Brasil aumentou de 2,9% no relatório anterior para 3,6%. Muito pouco, no entanto, para compensar o tombo.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Buscamos Sócios Empreendedores

    Estamos selecionando empreendedores, em âmbito nacional,  que possuam negócios que precisam ser profissionalizados ou re-estruturados. Os segmentos a seguir...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Câmara aprova MP que permite reembolso de passagem aérea em até um ano

    A Câmara dos Deputados aprovou, em sessão virtual nesta terça-feira, 7, o texto-base da Medida Provisória 925/20,...

    Mastercard e Visa criam arranjo para permitir transferência via WhatsApp

    Bandeira de cartão de crédito submeteu o novo modelo de arranjo ao Banco Central

    Veja outras matérias