quarta-feira, janeiro 20, 2021
Outros

    Queda nas importações traz sinal de alerta para economia brasileira

    Em Destaque

    CEO da fusão entre Fiat e Peugeot fala sobre a saída da Ford do Brasil

    O anúncio da Ford de fechar fábricas no Brasil repercutiu em todo o mercado automotivo. O português...

    Exportação de suco de laranja do Brasil cai 23,5% no 1° semestre da safra 2020/21

    As exportações de suco de laranja do Brasil atingiram 497.490 toneladas de julho a dezembro, primeiro semestre...

    Guedes aposta em vitória de Lira para reapresentar proposta de nova CPMF

    A proximidade das eleições para o comando da Câmara e do Senado, marcadas para 1.º de fevereiro,...

    Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã dessa quinta-feira, 3, mostraram uma forte desaceleração nas importações do país no terceiro trimestre de 2020 em relação ao trimestre anterior. Sob a ótica da despesa, de julho a setembro de 2020, as compras brasileiras de bens e serviços internacionais caíram 9,6% em relação ao trimestre anterior. Já, em relação ao terceiro trimestre de 2019, a queda foi de 25%.

    “Do ponto de vista aritmético, isso pode parecer bom, porque, quando se importa menos, se está deslocando menos dinheiro para o exterior. Mas a queda na importação significa que país está crescendo pouco, pois não está precisando de componentes importados para produzir”, diz Simão Davi Silver, professor de economia da USP. Esses dados refletem a lenta recuperação da economia brasileira. Apesar de o PIB no terceiro trimestre ter tido alta de 7,7% em relação ao trimestre anterior, no acumulado do ano ele será negativo. “Na prática, nós retrocedemos três anos porque estamos próximos do mesmo PIB de 2017”, diz ele.

    De acordo com o IBGE, entre os itens de bens e serviços que tiveram maior queda na importação, no 3º trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior, estão derivados de petróleo, máquinas e equipamentos, outros equipamentos de transporte, serviços e veículos automotores.

    Com exceção de derivados de petróleo, os mesmos itens foram responsáveis por uma queda de 1,1% nas exportações no período, adicionando ainda retração em produtos de metalurgia. Já, em relação ao segundo trimestre de 2020, as exportações no terceiro trimestre caíram 2,1%. Vale lembrar, ainda, que o principal produto que pesou nas vendas brasileiras gerais ao exterior no período foi a soja, como mostra VEJA.

    Fonte: Veja

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    CEO da fusão entre Fiat e Peugeot fala sobre a saída da Ford do Brasil

    O anúncio da Ford de fechar fábricas no Brasil repercutiu em todo o mercado automotivo. O português...

    Iguá bate o martelo e troca IPO por investimento de R$ 1,1 bi do CPP

    A Iguá Saneamento já bateu o martelo. Nesse momento, vai embarcar na finalização de uma transação para...

    Veja outras matérias