terça-feira, janeiro 26, 2021
Outros

    Recorde de investimento: startups brasileiras captam US$ 3,5 bi em 2020

    Em Destaque

    O que o day trade e as ações da GameStop revelam sobre a bolha

    O que uma rede de lojas físicas de games pode oferecer de retorno para o investidor em...

    Apple alerta sobre cuidados no uso do iPhone 12 por pessoas com marca-passo

    A Apple publicou nesta segunda-feira (25) uma página de suporte em português sobre os cuidados que pessoas...

    Apesar da pandemia, Globo bate meta de lucro em 2020

    Em comunicado enviado aos seus colaboradores, a TV Globo celebrou ter alcançado as metas de lucratividade em...

    Mesmo com as turbulências, as startups brasileiras conseguiram conquistar um volume recorde de investimentos ao longo de 2020. No ano passado, as empresas de inovação do país receberam ao todo 3,5 bilhões de dólares — 17% a mais que os 2,97 bilhões de 2019. Os dados são de levantamento do Distrito, startup que monitora o setor.

    Além do volume maior, o ano também se destacou pelo número de rodadas. Foram 469 aportes realizados, contra 408 no ano anterior. Só em dezembro, foram distribuídos 580 milhões de dólares em 33 rodadas de investimento. “Diante do cenário social e econômico que tivemos em 2020, sem dúvida alguma, tivemos um ano surpreendente para as startups”, afirma Gustavo Gierun, cofundador do Distrito.

    No último mês do ano, as fintechs Creditas e C6, levantaram mais de 240 milhões de dólares cada. Dezembro só perde para setembro na série histórica, quando Neon e Vtex receberam cheques de 300 milhões e 225 milhões de dólares, respectivamente.

    Em 2020, foram as startups mais jovens, em estágios iniciais de captação (anjo, pré-seed e seed), que receberam o maior número de aportes. Nessas categorias, foram 337 rodadas. Apesar disso, o maior volume de investimento está nas rodadas de Série A a G e em Private Equity, que correspondem a 3,2 bilhões de dólares do total.

    O ano também registrou o recorde de fusões e aquisições no setor, com 163 transações. O montante é 154% superior ao registrado em 2019, quando ocorreram 64 aquisições. Os setores de finanças, TI e marketing foram os que mais atraíram interesse de grandes companhias em 2020, com mais de 20 transações cada.

    Fonte: Exame

    Serviços

    Profiting faz Road Show para captar 20 Milhões.

    O recurso será investido em empresas associadas visando crescimento em vendas e aumento de produção. O mercado de aquisições...

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empresários, em âmbito nacional, que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Últimas Notícias

    O que o day trade e as ações da GameStop revelam sobre a bolha

    O que uma rede de lojas físicas de games pode oferecer de retorno para o investidor em...

    Apple alerta sobre cuidados no uso do iPhone 12 por pessoas com marca-passo

    A Apple publicou nesta segunda-feira (25) uma página de suporte em português sobre os cuidados que pessoas...

    Veja outras matérias