sábado, outubro 16, 2021
Outros

    Rumores sobre compra da Dafiti por parte da Renner e Kraft Heinz com apetite por empresas brasileiras agitam o mercado de M&A

    CEO da Profiting Consulting

    Em Destaque

    Uma das grandes questões do mercado ultimamente é sobre qual será a primeira aquisição da Lojas Renner após o seu follow-on de R$ 4 bilhões. E, no momento, vários especialistas apontam a Dafiti como principal alvo, pois formaria uma gigante do setor da moda com expertise tanto em lojas físicas quanto no digital. Outro destaque dos últimos dias foi a fome da Kraft Heinz que nos últimos dias anunciou a compra das empresas brasileiras Hemmer e BR Spices.  E, ao que tudo indica, não devem ser os últimos movimentos da empresa em terras nacionais.

    Confira agora as principais notícias dos últimos dias no mercado de M&A:

    Aquisição da Dafiti pela Renner criaria gigante varejista

    Desde o follow-on de R$ 4 bilhões da Lojas Renner (LREN3), em abril, analistas do mercado financeiro têm especulado sobre quem será o próximo alvo da companhia na estratégia de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês). Para o Bradesco BBI, Dafiti é uma das principais candidatas.

    Com um portfólio composto por mais de seis mil marcas e mais de 400 mil produtos à venda no site, a Dafiti possui operações em diversos países da América Latina, como Brasil, Argentina, Chile e Colômbia. Em 2020, a companhia teve faturamento de R$ 3,4 bilhões.

    Veja mais: Aquisição da Dafiti pela Renner criaria gigante varejista com “ímã” de marcas e tráfego online, avalia Bradesco BBI

    Kraft Heinz compra BR Spices

    Há seis anos, quando lançou a marca de temperos BR Spices, o publicitário e chef paulistano Gabriel Daniel, de 33 anos, não imaginava que o negócio inspirado na loja de temperos da família na Rua Santa Rosa, próxima ao Mercado Municipal de São Paulo, seria de interesse da Kraft Heinz, multinacional americana de 25 bilhões de dólares.

    Mas, após cerca de um ano de negociações, a Kraft Heinz se torna sócia majoritária da BR Spices por valor não revelado — novidade que ocorre exatamente uma semana após a aquisição da fabricante catarinense de molhos e condimentos Hemmer e reforça a estratégia de crescimento no Brasil, em busca de ser uma das maiores companhias de alimentos do país.

    Veja mais: Kraft Heinz compra BR Spices; CEOs explicam planos

    Nuvemshop vai às compras e fecha aquisição da Mandaê

    A Nuvemshop, que se tornou um unicórnio em agosto deste ano, foi às compras. A startup argentina com operação brasileira anunciou nesta sexta-feira (1/10) seu primeiro M&A após levantar R$ 2,6 bilhões em sua última rodada de investimentos. A empresa especializada em e-commerce acaba de fechar a aquisição de 100% da Mandaê, startup brasileira de logística focada em pequenos e médios varejistas digitais.

    Fundada em 2014, a Mandaê já despachou milhões de pacotes para milhares de comerciantes ao longo de sua história. No seu dia a dia, a empresa faz desde a coleta dos pedidos no site do lojista até a entrega junto às transportadoras. Na nova fase, seguirá atendendo sua base de clientes e adicionará ao portfólio as mais de 90 mil lojas que usam a plataforma da Nuvemshop.

    Veja mais: Após se tornar unicórnio, Nuvemshop vai às compras e fecha aquisição da Mandaê

    Oncoclínicas compra rival Unity por cerca de R$ 1,1 bilhão

    A Oncoclínicas anunciou nesta sexta-feira que fechou acordo vinculante para compra de 100% da rival menor Unity numa operação de cerca de 1,1 bilhão de reais.

    O valor da compra será de 558 milhões em dinheiro, mais 45.765.246 ações da Oncoclínicas. Pelo preço de fechamento da ação da Oncoclínicas na quinta-feira, de 13,47 reais cada, essa parte do pagamento corresponderia a 616,457 milhões de reais, elevando o pagamento total para 1,174 bilhão de reais.

    Veja mais: Oncoclínicas compra rival Unity por cerca de R$ 1,1 bilhão

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Microsoft vai fechar LinkedIn na China

    A Microsoft está desativando as operações da rede social LinkedIn na China, quase sete anos após seu lançamento e...

    IHS vale US$ 7 bi no IPO do 5G

    A IHS Towers começou a negociar hoje em Nova York depois de um IPO que avaliou a maior provedora...

    Veja outras matérias