quinta-feira, março 4, 2021
Outros

    Vale dá mais um passo para recuperar título de maior mineradora

    Em Destaque

    Brasil sai de lista das 10 maiores economias do mundo e cai para a 12ª posição, aponta ranking

    Com o tombo histórico de 4,1% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2020, o Brasil saiu do ranking das...

    Descontrole da pandemia, risco fiscal, populismo econômico e dólar forte: as 4 incertezas da economia em 2021

    Várias incertezas pairam sobre o Brasil e já começam a minar as expectativa para a retomada da economia brasileira...

    Bancos propõem compra do controle da Empiricus e da Vitreo

    O grupo que comanda a casa de research Empiricus e a corretora Vitreo está no meio de um processo...

    A Vale foi autorizada a retomar as operações em uma mina na região norte do Brasil, em mais uma etapa para recuperar o título de maior produtora mundial de minério de ferro.

    As autoridades da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade concederam à empresa as licenças necessárias para reiniciar e expandir as atividades em Serra Leste, no estado do Pará, que estão paralisadas desde janeiro de 2019, após atingirem os limites de extração sob licença anterior, disse a empresa em comunicado nesta sexta-feira.

    Com a robusta demanda chinesa levando os preços do minério de ferro a níveis máximos em seis anos, a Vale está trabalhando para recuperar a produção perdida após o desastre na barragem de rejeitos de Brumadinho no início do ano passado, que a fez ser ultrapassada pelo Grupo Rio Tinto como o maior produtor do ingrediente siderúrgico. Também no Pará, a Vale está gastando US$ 1,5 bilhão para aumentar a capacidade da mina S11D.

    Em Serra Leste, a Vale pretende produzir até 5 milhões de toneladas métricas no próximo ano e retornar à capacidade total em 2022. A modernização da planta permitirá que ela produza até 10 milhões de toneladas por ano a partir do primeiro semestre de 2023. No total, a Vale espera produzir 310 milhões de toneladas este ano antes de voltar à capacidade de 400 milhões de toneladas.

    bloomberg_vale_liderança_mineradora

    Projeção da produção anual da Vale (em laranja) e de suas principais concorrentes Rio Tinto (branco) e BHP (azul) até 2023 (em milhões de toneladas) (Bloomberg/Bloomberg)

    Fonte: Exame

    Serviços

    Últimas Notícias

    Google vai parar de vender anúncios com base em navegação de usuários

    O Google planeja parar de vender anúncios com base na navegação de usuários por múltiplos sites, uma mudança que...

    IPOs no Brasil fazem brilhar os olhos de bancas americanas

    A retomada dos IPOs no Brasil — que só nos dois meses deste ano já movimentou quase 40 bilhões...

    Veja outras matérias