sexta-feira, abril 23, 2021
Outros

    XP segue atenta a novas oportunidades de aquisições, diz Constantino

    Em Destaque

    Biden deve anunciar aumento de impostos sobre ganhos de capital para 43,4%, quase o dobro do valor atual

    Após a apresentação do pacote de infraestrutura de US$ 2,3 trilhões, o presidente dos Estados Unidos Joe Biden deve...

    Dólar tem maior sequência de quedas desde 2016: até onde vai?

    O dólar sofreu nesta quinta-feira, 22, a maior queda desde o fim de março, e fechou no menor patamar...

    Imprensa internacional vê com ceticismo promessas de Bolsonaro na Cúpula

    A reação internacional ao discurso do presidente Jair Bolsonaro na cúpula do clima convocada por Joe Biden foi de...

    Executivo-chefe de investimentos da companhia acredita que a disrupção feita no mercado de investimentos de varejo pode ser replicada no atacado Após ter feito uma série de aquisições no primeiro semestre para reforçar a sua estrutura, a XP Inc. ainda pode avaliar novos negócios, segundo Bruno Constantino, executivo-chefe de investimentos da companhia.

    “De fato, o ecossistema segue sendo reforçado”, disse em teleconferência com a imprensa. “Temos uma área ativa de M&A proprietária, atenta a oportunidades, tornando a experiência cada vez melhor, seja para pessoa física, investidores institucionais, assets independentes, seja para o setor corporativo.”

    Ao longo dos primeiros meses do ano, a XP anunciou a compra do controle da consolidadora de investimentos Fliper, que prepara a empresa para as demandas regulatórias do “open banking”; da fintech de seguros DM10; a parceria com a Vert para criar a DuAgro, que mira o segmento de produtores rurais, além da aquisição da Antecipa, que atua no mercado de antecipação de recebíveis.

    Constantino frisou que a disrupção feita no mercado de investimentos de varejo pode ser replicada no atacado, talvez em até maior grau, com a contratação do ex-CEO do J.P. Morgan no Brasil José Berenguer. “É uma vertical que faz sentido para os nossos propósitos, de ter um ecossistema completo.”

    A janela para ofertas de mercados de capitais, que se fechou entre março e abril, voltou a existir e ele espera um segundo semestre de maior atividade nessa área. “Queremos estar entre os top 3 até o fim do ano.”

    No varejo, depois de lançar um cartão de crédito que está em fase de testes, outra entrega prevista é a conta digital. Constantino afirmou, contudo, que a ideia não é competir com o Nubank, mas proporcionar uma experiência diferente para que os clientes possam “cortar de vez o cordão umbilical com os bancos”, onde o brasileiro ainda concentra 90% de seus investimentos.

    A XP Inc. fechou o segundo trimestre com o seu melhor resultado. Obteve um lucro líquido de R$ 565 milhões, 148% superior ao registrado em igual período do ano passado, e com alta de 36% em relação ao primeiro trimestre.

    Excluindo-se as provisões extras, o lucro normalizado dos grandes bancos chegou a R$ 25 bilhões no segundo trimestre, ressaltou Constantino, enquanto a XP ainda não alcança R$ 1 bilhão. Segundo o executivo, isso mostra que há muito o que ser explorado para diminuir a concentração bancária existente no país.

    XP Inc. fechou o segundo trimestre com um lucro líquido de R$ 565 milhões.

    Fonte: Yahoo

    Serviços

    Últimas Notícias

    Incertezas e dólar podem ter pesado contra permanência da maior cimenteira do mundo no Brasil

    A produtora de cimento LafargeHolcim decidiu deixar o país em um momento de recuperação do setor após a forte...

    Dólar tem maior sequência de quedas desde 2016: até onde vai?

    O dólar sofreu nesta quinta-feira, 22, a maior queda desde o fim de março, e fechou no menor patamar...

    Veja outras matérias