sexta-feira, abril 16, 2021
Outros

    Yahoo Respostas será desativado em maio de 2021

    Em Destaque

    Governo estima rombo de R$ 170,5 bi em 2022 e vê 11 anos de contas no vermelho

    No projeto que estabelece as diretrizes para o Orçamento de 2022, enviado ao Congresso nesta quinta-feira (15), o governo...

    Hering rejeita proposta de compra pela Arezzo

    A Hering decidiu, em reunião nesta quarta-feira, 14, negar a proposta feita pela Arezzo de combinar os negócios das...

    Magazine Luiza recebe aval do Cade para compra da Hub Prepaid

    O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira a compra da Hub Prepaid pelo Magazine Luiza, sem...

    Após 16 anos tirando as dúvidas mais diversas, o Yahoo Respostas será desativado no dia 4 maio de 2021, segundo um comunicado publicado no topo página do serviço na segunda-feira (5).

    A partir de 20 de abril, o Yahoo Respostas só estará disponível no modo leitura, sem permitir mais perguntas e respostas.

    “Não haverá alterações em outras propriedades ou serviços ou em sua conta do Yahoo”, informou o comunicado.

    O usuário tem a opção de baixar os seus dados antes do dia 30 de junho neste link.

    Cronograma

    • 20 de abril: usuário não poderá postar novas perguntas no Yahoo Respostas ou responder às de outras pessoas.
    • 4 de maio: o site não estará mais disponível e, quem acessá-lo, será redirecionado para página inicial do Yahoo.
    • 30 de junho: data limite para usuários baixarem seus próprios conteúdos.

    Histórico

    O Yahoo Respostas foi criado em 2005 e reuniu milhões de perguntas de internautas buscando resolver problemas de informática, de relacionamentos, dúvidas escolares e até mesmo questões filosóficas.

    O serviço perdeu relevância nos últimos tempos. A conclusão vem de um e-mail de despedida enviado à funcionários da empresa que afirma que o site “tem ficado menos popular ao longo dos anos”.

    A quantidade de informações falsas e teorias conspiratórias que aparecem no site contribuem para a falta de credibilidade da plataforma. O Yahoo afirma que quer investir em “conteúdo confiável de alta qualidade”.

    Os usuários terão até o dia 30 de junho para baixar os seus dados – o que inclui as perguntas realizadas, respostas, imagens e listas. Não será possível baixar conteúdos de outras pessoas.

    Fonte: G1

    Serviços

    Últimas Notícias

    Bolsonaro promete a Biden zerar desmatamento ilegal até 2030

    Em busca de dinheiro dos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta a seu homólogo Joe Biden...

    IPO da Blau atrai fundos globais e companhia vale R$ 7,2 bi na largada

    A Blau Farmacêutica acaba de precificar seu IPO a R$ 40,14 por ação, dando ao mercado mais uma alternativa...

    Veja outras matérias