quarta-feira, janeiro 19, 2022
Outros

    Bilionário do Shark Tank explica porque NFTs serão maiores que o bitcoin

    Em Destaque

    O investidor bilionário e entusiasta da criptoeconomia Kevin O’Leary acha que o setor de tokens não fungíveis (NFTs) pode valer mais do que o bitcoin no futuro.

    Falando com a Capital Connection da CNBC na quarta-feira, 6, O’Leary — também conhecido como Mr. Wonderful — argumentou que os NFTs oferecem um maior potencial para atrair capital do que o bitcoin devido à sua capacidade de tokenizar e autenticar ativos físicos, como carros, relógios e imóveis:

    “Você verá um grande movimento em termos de autenticação, apólices de seguro e impostos de transferência de imóveis online nos próximos anos, tornando os NFTs um mercado muito maior e mais fluido potencialmente do que apenas o bitcoin sozinho.”

    O Sr. Wonderful admitiu, no entanto, que não está vinculado a essa aposta e ainda estará investindo em “ambos os lados da equação”.

    O ex-criptocético disse em uma entrevista recente que sua mudança de tom em relação à blockchain e aos ativos digitais foi devido à tendência crescente dos reguladores em todo o mundo nos últimos dois anos.

    Nem todos concordam com as comparações entre bitcoin e NFTs, no entanto, com o cofundador e diretor de operações da CoinGecko, Bobby Ong, disse que “provavelmente não é justo comparar bitcoin, que é um único ativo, com NFTs que são um setor inteiro.”

    Ong observou que a curva de adoção de NFT em 2022 só vai aumentar, já que o setor ainda está em seus primeiros dias:

    “Acho que coletivamente, se você olhar para todos os NFTs e para o fato de que 2021 foi o primeiro ano de adoção pelo mercado, definitivamente ainda há muito espaço para crescer.”

    “Já temos um conjunto de NFTs blue chip (‘solidamente lucrativos’, numa tradução livre), mas acho que a indústria ainda está apenas arranhando a superfície do que os NFTs poderiam ser e o que eles poderiam fazer, especialmente se o metaverso se concretizar”, acrescentou.

    A CoinGecko publicou recentemente um novo livro chamado How To NFT, que fornece um resumo para iniciantes no espaço dos NFTs sobre como comprar, vender, armazenar e emitir NFTs. Questionado sobre se ele acha que a “narrativa da arte em NFT” continuará a dominar em 2022, ou se a tendência mudará para NFTs baseados em utilidade, Ong disse:

    “Artes e itens colecionáveis ​​sempre estarão no topo da lista, pois são os mais amigáveis ​​para iniciantes e os mais fáceis de entender. Em termos de NFTs de utilidade, acho que provavelmente é interessante observar como alguns NFTs vão ser arte e ter utilidade.”

    “Nós vimos a BAYC (Bored Ape Yacht Club), ondes o NFTs dobram assim como os membros do ‘clube ’, e isso realmente ajuda a construir um senso de identidade e comunidade”, acrescentou.

    Fonte: Exame

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Os fundos imobiliários mais rentáveis de 2021. E o que eles têm em comum

    Os fundos imobiliários (FIIs) tiveram mais um ano de perdas em 2021. O iFix, índice do segmento, encerrou o...

    Vyttra fatura R$ 300 mi com exames de covid e está pronta para autotestes

    Fabricante brasileira de exames de covid vai investir R$ 60 milhões em 2022 e prepara testes rápidos para detectar...

    Veja outras matérias