sábado, julho 31, 2021
Outros

    Cerveja ‘low carb’ é nova aposta da Ambev para público saudável

    Em Destaque

    A fabricante de bebidas Ambev passa a vender no Brasil a cerveja Michelob Ultra, bebida que aposta no consumo reduzido de carboidratos e teor calórico e foca no público que busca estilos de vida mais saudáveis.

    A Ambev afirma que, quando comparada com as 10 cervejas mais vendidas do Brasil, a Michelob Ultra tem 80% menos carboidratos, com apenas 1,95 grama cada 200 ml e apenas 79 calorias, conforme divulgado no valor nutricional.

    O lançamento acontece menos de um mês após o início da vendas dos shots for/me, marca de bebidas sem adição de açúcares ou conservantes, reforçando o interesse da Ambev em oferecer produtos saudáveis também na categoria não alcoólica. Em junho do ano passado, a cervejaria também passou a comercializar sua primeira opção de cerveja com teor reduzido de glúten, da marca Stella Artois.

    Apesar de anunciar o lançamento neste momento, a Ambev já vem testando, em formato piloto, a aceitação da Michelob Ultra desde o segundo semestre do ano passado, na cidade de Florianópolis. Os bons resultados levaram a cervejaria a agora expandir a venda para o Sudeste e para todo o país através de e-commerce.

    “Estamos sempre atentos nas pessoas, nas tendências e desejos, para oferecer os melhores produtos nos melhores momentos”, afirma em nota Felipe Cerchiari, diretor de inovação da Ambev.

    O produto é comercializado para todo o país pelo site Empório da Cerveja e em pontos de venda físicos em São Paulo. No site, o pack com 6 unidades de 355 ml da cerveja custa R$ 29,94.

    Mercado em expansão
    Um dos principais diferenciais das cervejas “low carb” é a quantidade reduzida de carboidratos e também calorias, algo visto com maior frequência nas cervejas com baixo teor alcoólico.

    Nos Estados Unidos, o segmento de wellness (bem-estar), no qual se encaixa esse tipo de bebida, tem apresentado forte crescimento nos últimos anos. Nesse contexto, a Michelob Ultra aproveita o bom o momento: no mercado americano desde 2002, a marca se tornou a mais vendida no país em 2019, segundo a empresa de pesquisas de mercado Euromonitor. Naquele mesmo ano, o consumo de bebidas com baixo teor alcoólico cresceu 7%, de acordo com dados da consultoria Nielsen.

    A tendência é de crescimento. O segmento de bebidas saudáveis cresceu 73% em valor entre 2013 e 2018 e deve manter a curva ascendente até 2022, com taxa de crescimento de 30% globalmente. Com a premissa de atrair consumidores cada vez mais preocupados com a saúde, as cervejas menos calóricas e não alcoólicas também já fazem parte do portfólio de marcas como Budweiser e Heineken.

    Linhas saudáveis
    Além das cervejas, a dona das marcas Corona e Stella Artois tem apostado no segmento de saudabilidade e funcionalidade por meio de outros lançamentos anteriores, como o Guaraná Natu, refrigerante que não tem adição de açúcar ou conservantes e a primeira linha de bebidas funcionais antioxidante da marca do bem, voltada hidratação e consumo de vitamina C, sem adição de açúcar e sem corantes ou conservantes artificiais.

    Fonte: Exame

    Serviços

    spot_img

    Últimas Notícias

    China aperta o cerco a grandes companhias. Veja o impacto para as empresas

    A perseguição das autoridades chinesas às suas empresas mais proeminentes, por meio de novas regulamentações e investigações, infiltrou-se em...

    Golpes em delivery de comida sobem 136%, e Procon-SP quer proibir pagamento no ato da entrega

    O registro de um aumento de 136% nos golpes relacionados a aplicativos de delivery de comida, de janeiro a...

    Veja outras matérias