sexta-feira, agosto 7, 2020
Outros

    “Névoa espessa” cerca economia dos EUA e BC precisará fornecer apoio sustentado, diz Brainard, do Fed

    Em Destaque

    Alexandre Garcia analisa prorrogação do estado de calamidade pública

    https://www.youtube.com/watch?v=6n31ZSlkNMY Liberdade de Opinião No quadro Liberdade de Opinião,...

    Startups de quarentena e o novo normal no setor de turismo

    https://open.spotify.com/episode/592ttnMDpiJRlvtM1RAFh5?si=v79K5vp-T4ajxtcMifsWpg No episódio de hoje, falamos sobre as startups que nasceram e...

    Como será a comunicação das empresas, pós covid-19?

    Artigo de Eduardo Chvaicer* Desde o início da pandemia,...

    Há muita incerteza sobre o caminho a percorrer para a economia dos Estados Unidos, e o Federal Reserve deveria usar sua orientação futura e compras de ativos em larga escala por um período “sustentado” para ajudar na recuperação, disse a diretora do Fed Lael Brainard nesta terça-feira ao oferecer uma avaliação menos animadora dos riscos futuros.

    “A pandemia continua a ser o principal fator para o curso da economia. Uma espessa névoa de incerteza ainda nos cerca, e os riscos negativos predominam”, afirmou Brainard em declarações para evento virtual organizado pela National Association for Business Economics.

    “A recuperação provavelmente enfrentará ventos contrários por algum tempo, exigindo um compromisso sustentado com a acomodação, além de apoio fiscal adicional”, acrescentou.

    Desde março, o banco central dos EUA reduziu a taxa de juros para quase zero, aumentou as compras de ativos em larga escala e lançou vários outros programas destinados a irrigar o sistema financeiro dos EUA e canalizar crédito a famílias e empresas.

    Na última reunião do Fed, as autoridades de política monetária discutiram a retomada da promessa feita na era da Grande Recessão de manter a taxa de juros baixa até que certas condições sejam atendidas, como a inflação alcançar a meta do Fed de 2% ou mesmo excedê-la modestamente.

    Brainard observou que o controle da curva de rendimento também pode ser apropriado em algum momento, mas exigiria análises e discussões adicionais.

    Os casos de coronavírus nos EUA aumentaram em 46 dos 50 Estados na semana passada, e as mortes subiram em todo o país pela primeira vez desde meados de abril, segundo análise da Reuters.

    Brainard alertou que uma segunda onda de Covid-19 poderia pesar na recuperação e até provocar uma segunda queda na atividade, além de reascender a volatilidade do mercado financeiro em um momento de maior vulnerabilidade.

    “As instituições financeiras não bancárias poderiam voltar a ser pressionadas… e alguns bancos podem restringir empréstimos se enfrentarem perdas crescentes”, afirmou Brainard.

    Fonte: Terra

    Serviços

    Buscamos Empreendedores para parcerias.

    Foto: Moyses Samuel, Presidente do grupo Profiting. Estamos selecionando empreendedores, em âmbito nacional,  que possuam negócios que precisam ser...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    Sony pretende começar a testar carro elétrico nas ruas do Japão até março de 2021

    A Sony deu mais um passo na direção de ter seu próprio carro. Depois de apresentar o...

    Transição para economia limpa pode criar 15 milhões de empregos na América Latina e Caribe até 2030

    A transição para uma economia com zero emissões líquidas de carbono poderia criar 15 milhões de novos...

    Veja outras matérias