quarta-feira, janeiro 19, 2022
Outros

    O chef estrelado que transformou um casarão de Ipanema em restaurante

    Em Destaque

    Cidades como Gênova, Turim e Milão serviram de inspiração para a criação da Babbo Osteria, empreendimento de 4 milhões de reais. Aberto no final de 2021, o novo restaurante parece estar agradando o apetite fluminense. No primeiro mês de funcionamento, a casa recebeu mais de 7 mil pessoas.

    Chef Elia Schramm. (Rodrigo Azevedo/Reprodução)

    Antes de abrir o Babbo, Schramm passou 16 anos trabalhando nas melhores cozinhas espalhadas pelo mundo. A longa história com a gastronomia, que teve início ainda quando criança, em casa com seu pai e sua avó, reflete a culinária do Babbo, uma homenagem à ancestralidade italiana. “Babbo é como eu chamo meu pai. É um apelido italiano para papai. O nome do restaurante tinha que ser esse, pois nada mais verdadeiro que começar pelas origens”, afirma o chef

    O projeto de arquitetura do ambiente é carregado de simbolismo, afeto e memória. As texturas originais presentes na casa foram mantidas, a utilização de materiais artesanais para revestir o piso e o grande bar. Os elementos de decoração como cadeiras, mesas, quadros, vasos de cerâmica garimpados nas feiras e praças do Rio de Janeiro e misturados a objetos da herança familiar do chef Elia formam uma atmosfera intimista e afetuosa.

    A iluminação leve e minimalista é disposta em varais com intuito de realçar as mesas – referenciando o teatro barroco -, as pinturas no teto e a vegetação. A intenção foi criar um espaço que refletisse os contrastes da cultura italiana.

    Casarão de 4 andares abriga o Babbo Osteria. (Rodrigo Azevedo/Reprodução)

    No menu, os clientes podem encontrar clássicos como polenta italiana com ragú de linguiça toscana, picles de funcho e anetho (R$36) e o  Canoli ai Gamberi, massa de canoli salgada com salada de camarão, aipo, maçã-verde e limão siciliano (R$42). Entram em censa também antepastos como o Tonno-Passione, filé de atum selado, redução de missô-maracujá, coalhada, cebolinha grelhada e pistache (52), e  Antipasto della Nonna, charcutaria artesanal e queijos de origem com chutney do dia, picles da casa e pão sourdough (R$118).

    As massas artesanais entram em cena pedidas como o Ragú di Manzo, pappardelle fresca com ragú de carne cozida no vinho tinto por 12 horas (R$67) e o Funghi & Tartufo, gnocchi doratti com cogumelos e salsa de trufas (R$74). Também fazem parte do menu o Tagliatta del Babbo, filé mignon inteiro grelhado e fatiado com baroa assada, salada de rúcula, cebola roxa e “salsa verde” (R$178). Na ala das sobremesas, os comensais podem aproveitas clássicos como o Tiramissú, pão-de-ló, creme de mascarpone, café e cacau (R$32); e o Pistache & Limone, massa choux craquelin recheada com creme de pistache, caramelo salgado e anglaise de limão siciliano (R$36).

    O restaurante ainda conta com um bar com carta de drinques que leva a assinatura da premiada mixologista Mariana Burity, que já passou por casas como Oteque, Teva e Ró- Raw & Wine.

    Serviço: 

    Babbo Osteria       

    Rua Barão da Torre, 632 – Ipanema     

    Segunda a Quarta – 12h às 16h I 19h às 23h 

    Quinta – 12h às 16h I 19h às 00h 

    Sexta e Sábado – 12h às 16h I 19h às 1h 

    Fonte: Exame

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    Os fundos imobiliários mais rentáveis de 2021. E o que eles têm em comum

    Os fundos imobiliários (FIIs) tiveram mais um ano de perdas em 2021. O iFix, índice do segmento, encerrou o...

    Vyttra fatura R$ 300 mi com exames de covid e está pronta para autotestes

    Fabricante brasileira de exames de covid vai investir R$ 60 milhões em 2022 e prepara testes rápidos para detectar...

    Veja outras matérias