sexta-feira, maio 20, 2022
Outros

    Por que operações de M&A dão errado?

    CEO da Profiting Consulting

    Em Destaque

    Moyses Samuel
    Moyses Samuel
    CEO da Profiting

    Por mais que não seja o objetivo de nenhum funcionário, não é segredo que muitas fusões ou aquisições não funcionarão.

    As tendências históricas indicam que cerca de dois terços das fusões em grande escala provavelmente fracassarão, geralmente levando a uma desvalorização da empresa relacionada ou da empresa resultante.

    E existem algumas razões que, geralmente, são as responsáveis pelo fracasso desse tipo de operação:

    • O choque cultural entre as empresas participantes da fusão;
    • As partes envolvidas no M&A têm uma avaliação inadequada do fato de que a fusão ou aquisição realmente agrega valor ao negócio resultante;
    • A pressão do mercado ferozmente competitivo já experimentou muitas fusões e aquisições como a força motriz por trás das decisões de M&A. Quando essa pressão externa pode ser considerada, ela deve ser excluída da planilha de decisão de M&A;
    • Levando em conta a perspectiva de redução de custos, o peso é muito grande, mas, na verdade, a utilização do negócio deve ser a principal preocupação e prioridade das empresas envolvidas no negócio;
    • Gerentes que não possuem uma visão estratégica ou apenas olham para a situação geral, levando a uma avaliação deficiente do verdadeiro potencial de mercado da empresa resultante.

    Claro, existem outros fatores de risco que podem ameaçar o bom andamento das fusões e aquisições, mas esses são os mais comuns. Evitá-los a todo custo é essencial para a saúde e o sucesso do negócio.

    Fusões e Aquisições

    Últimas Notícias

    ONU fala em ‘catástrofe’ após indicadores climáticos baterem recordes

    Concentrações de gases do efeito estufa, o aumento do nível do mar, o conteúdo de calor dos oceanos e...

    Uma Globo paralela? Como a Play9 está construindo “uma rede de afiliadas” de canais online

    Foi preciso muita pesquisa, reflexão e um ano e meio de sessões semanais de análise para que João Pedro...

    Veja outras matérias