sábado, junho 6, 2020
Outros

    GPA confirma venda de 43 lojas por R$ 1,25 bi à TRX

    Em Destaque

    Pandemia: Três problemas a lidar na gestão financeira das empresas

    Entramos na primeira quinzena de junho, e a pandemia COVID-19 segue presente no mundo todo e nossas...

    Trump ameaça UE e China com novas tarifas

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou com retaliação comercial a União Europeia (UE) e a...

    Agrofy é reconhecida como possível futuro unicórnio

    O marketplace do agronegócio Agrofy foi reconhecido no prêmio Tracxn Emerging Awards 2020, no dia 28 de...

    As lojas estão localizadas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Piauí e Paraíba e no Distrito Federal

    O Grupo Pão de Açúcar (GPA) fechou a venda de 43 imóveis por R$ 1,24 bilhão para fundos de investimento administrados pela BRL Trust Distribuidora e geridos pela TRX Gestora de Recursos, informou em fato relevante, na noite desta quinta-feira (5). O contrato garante a manutenção da locação dos imóveis à empresa.

    As lojas estão localizadas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Piauí e Paraíba e no Distrito Federal.

    Os contratos de locação terão prazo de 15 anos, renováveis por igual período, sendo acordado um aluguel de R$ 24 por metro quadrado por mês e um “cap rate” (taxa de retorno que uma propriedade) de 6,85%.

    Fazem parte do contrato duas lojas Extra Hiper, seis lojas do Mercado Extra, 22 lojas da rede Pão de Açúcar e 13 lojas da atacadista Assaí, ocupando uma área de 541.675 m² de terreno e 295.266 m² de área construída.

    As lojas vendidas correspondem a 7,4% do faturamento bruto do Assaí e 5,6% das vendas do braço de supermercados e hipermercados.

    A gestora TRX, que tem um patrimônio de R$ 2,5 bilhões, teria fechado o negócio por meio do TRX Real Estate FII. Na carteira do fundo imobiliário, com cotas negociadas na B3, já há ativos do Pão de Açúcar e do Assaí.

    “A operação está em linha com a estratégia de monetização de ativos maduros do GPA, contribuindo para a redução da dívida líquida, reforço da estrutura de capital e aumento do retorno sobre o capital empregado”, diz o GPA, no fato relevante.

    Segundo a empresa, o efeito da transação no lucro líquido do GPA será “praticamente neutro”.

    Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/03/05/gpa-confirma-venda-de-43-lojas-por-r-125-bilhao-a-gestora-trx.ghtml

    Foto: Unidade da rede de supermercados Pão de Açúcar, na Zona Sul de São Paulo — Karina Trevizan/G1


    Serviços

    Buscamos Sócios Empreendedores

    Estamos selecionando empreendedores que possuam negócios nos segmentos: Clínicas de radiologia e oncologia;Escolas técnicas de ensino a distância;Serviços de...

    Recuperação de tributos próprios

    Sua empresa pode melhorar o fluxo de caixa se houver créditos tributários nos últimos 5 anos.

    Há sempre possibilidades de melhorias

    "O Brasil possui excelentes profissionais de consultoria. Nesta crise é necessário muita dedicação na busca de soluções para os problemas. Em situações...

    Quanto a minha empresa perdeu de valor na Pandemia?

    Algumas empresas aumentaram seu valor na pandemia. Outras, perderam. É importante saber qual o ganho ou qual a perda nesse momento? A...

    Pré Auditoria

    A Profiting, utiliza o serviço de Pré Diligência, como procedimento básico para qualquer negociação de venda de uma empresa cliente. Com foco...

    Últimas Notícias

    O mercado de fusões e aquisições pós-pandemia

    A crise provocada pela pandemia do coronavírus (covid-19) trouxe impactos negativos de grandes proporções na economia global...

    SoftwareONE adquire GorillaStack e avança no gerenciamento em nuvem

    A SoftwareONE Holding AG anunciou a aquisição da GorillaStack, uma plataforma SaaS de gerenciamento de custos em...

    Veja outras matérias